A Família Que Tenho Ou A Família Que Gostaria De Ter

Objetivo: perceber as semelhanças e diferenças entre a família real e a desejada.
Material necessário: papel ofício e lápis.
Desenvolvimento:
– Grupo em círculo, sentado.
– Distribuir a cada participante uma folha de papel e lápis.
Solicitar que façam um traço no meio da folha, escrevendo de um lado “A família que tenho” e, do outro, “A família que gostaria de ter”.
– Pedir que descrevam, individualmente, sua família real e a desejada, nos locais correspondentes. Tempo.
– Formar subgrupos para discussão dos seguintes pontos:
– Que pontos em comum eu encontro entre a família que tenho e a que gostaria de ter?
– O que há de semelhante entre a família que tenho e as dos demais componentes do subgrupo?
– O que há de semelhante entre a família que eu e meus companheiros gostaríamos de ter?
– O que é possível fazer para aproximar a família real da família ideal?
– Plenário: apresentação das conclusões.

Fonte: Projeto Adolescência Criativa Olodum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *