A Gestão por Competências na Retenção de Talentos

Uma pergunta que sempre aparece em meus Cursos e Palestras sobre Gestão por Competências é esta: Como a Gestão por Competências favorece a Retenção de Talentos pela Empresa? Trata-se de uma questão extraordinariamente importante, porquê em uma época de competitividade acirrada como Hoje, a Retenção Eficiente de Talentos é um dos Grandes diferenciais das Empresas Líderes de Mercado. Os Custos decorrentes da Evasão de Talentos são tão significativos que podem facilmente contribuir para a derrocada de uma Empresa. Existem diversas maneiras pelas quais o Modelo de Gestão por Competências estimula a Retenção de Talentos na Empresa – aqui eu gostaria de destacar algumas:

A Gestão por Competências favorece a Motivação e a Satisfação no Trabalho: Quando o trabalho se torna chato, repetitivo e não-desafiador, o interesse e a motivação vão embora não é mesmo? Após algum tempo, o colaborador começa a naturalmente buscar por outras oportunidades que façam melhor uso de seus Talentos. Isto é algo natural do ser humano. Todo ser humano busca expandir sempre o seu potencial a todo custo – e se não lhe for dada a chance de fazer isto onde ele estiver, ele irá procurar um lugar que lhe permita fazê-lo. Colaboradores insatisfeitos tende a demorar mais tempo na execução de suas tarefas – e a consumir mais recursos da Organização no processo – do que colaboradores satisfeitos. A Produtividade e a Qualidade, compreensivelmente, não só decaem: despencam. A Evasão de Talentos é, então, quase que uma certeza no futuro da Organização. A Gestão por Competências não só favorece a Identificação e o Aproveitamento destes Talentos na geração de Valor para a Empresa como também estabelece uma estrutura que provê novos Desafios e Oportunidades para o colaborador.

A Gestão por Competências favorece a Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho: Muito tem sido escrito sobre o papel das Empresas na promoção da Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho, bem como no favorecimento do Equilíbrio entre a Vida Profissional e Pessoal. Um fator importantíssimo desta equação é a capacidade dos colaboradores da Empresa em gerenciarem o Stress no dia-a-dia de trabalho. Um dos principais fatores desencadeadores do Stress no trabalho é a percepção, por parte do colaborador, de que a sua carga de trabalho é maior que a do colega ao lado – que possui, de resto, uma remuneração em tudo semelhante. Este tipo de percepção muitas vezes resulta em um sentimento de injustiça por parte do colaborador que tende a se disseminar pela Organização, gerando um afastamento dos colaboradores em relação à Empresa. A Gestão por Competências não só atua fornecendo um sistema que possibilita detectar este tipo de desnível como também permite corrigir estas discrepâncias através de um sistema de remuneração justo e confiável.

A Gestão por Competências favorece o Desenvolvimento Profissional e Pessoal do Colaborador: Pessoas de Talento podem ser tudo: menos acomodadas. Uma característica que todas as Pessoas de Talento têm em comum é a de estarem sempre buscando por novos Desafios e novas Oportunidades de Crescimento. A Gestão por Competências atende perfeitamente a esta necessidade ao contemplar diversos mecanismos de apoio ao Desenvolvimento do colaborador que vão desde o Plano de Desenvolvimento Individual até a Gestão de Carreira por Competências, que permitem ao indivíduo gerenciar o seu autodesenvolvimento até o Nível de Competência desejado.

Os Antigos diziam que “Quem não tem Competência não se estabelece!” e nunca isto foi tão verdadeiro como nos dias de Hoje, nos quais a Reten ção de Talentos por parte das Organizações desponta como o Supremo diferencial na Gestão eficiente de Pessoas.

Atenciosamente,

 

Dr. Tadeu Alvarenga –  Alves & Alvarenga Consultoria –  Coaching e Treinamentos Empresariais    contato@tadeualvarenga.com –  www.tadeualvarenga.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *