A Maca

– Objetivo: Avaliar nossos laços de amizade
– Material: papel e caneta para cada um
– Descrição: Primeiro se lê o texto base do evangelho: a cura do paralítico que é levado pelos seus amigos. (Lc 5,17-26: Mc 2,1-12; Mt 9,1-8). Assim coordenador distribui a folha e caneta para todos, e pede para que cada um desenhe uma maca em sua folha. e na ponta de cada braço cada um deve escrever o nome de um amigo que nos levaria a Jesus. Depois pede-se para desenhar outra maca e no meio dela colocar o nome de quatro amigos que levariamos para Jesus.
– Plenário:
assuminos nossa condição de amigo de levar nossos amigos até Jesus?
Existem quatro amigos verdadeiros qu se tenham comprometido a suportar-me sempre?
Conto incondicionalmente ocm quatro pessoas para as quais eu sou mais importante de oque quelquer coisa?
Tenho quatro pessoas que me levantam, se caio, e corrigem, se erro, que me animam quando desanimo?
Tenho quatro confidentes, aos quais posso comprtilhar minhas lutas, êxitos, fracassos e tentações?
Existem quatro pessoas com quem eu não divido um trabalho e sim uma vida?
Posso contar com quatro amigos verdaeiros, que não me abandonariam nos momentos difíceis, pois não me amam pelo que faço, mas, pelo que sou?
Sou incondicional de quatro pessoas?
Há quatro pessoas que podem tocar na prota da minha casa a qualquer hora?
Há quatro pessoas que, em dificuldades econômicas, recorreriam a mim?
Há quatro pessoas que sabem serem mais importantes para mim, que meu trabalho, descanso ou planos?
No trcho do evangelho observamos alguma coisas como?
– lugar onde uns necessitam ajuda e outros prestam o serviço necessário.
– o ambiente de amor, onde os amigos carregam o mais necessitado que não pode caminhar por si mesmo.
– os amigos se comprometem a ir juntos a Jesus, conduzindo o enfermo para que seja curado por ele.
– deixar-se servir pelos irmãos
– uma vez curado, carregar o peso da responsabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *