Ame E Viva Como Se Fosse Um Detetive

http://www.comofazer.com.br/wp-content/uploads/2013/01/Como-jogar-detetive-de-tabuleiro.jpg

Você já deve ter assistido, alguma vez, um daqueles filmes onde o personagem principal é um detetive brilhante, muito esperto e que tem tantas sacadas e percepções que você chegou a pensar “ah, só pode ser filme mesmo!”. Ou seja, você é o tipo de pessoa que tende a acreditar que ninguém, e nem você mesmo, pode ser tão inteligente a ponto de revelar ou concluir o que aquele detetive do filme conseguiu.

Em geral, detetives são profissionais contratados para desvendar crimes complicados, seguir pessoas da máfia ou para obter provas de infidelidade, mentiras e situações afins. Parecem donos de algum tipo de poder mágico, porque eles conseguem prever onde as pessoas vão estar, o que elas fizeram em determinados ambientes e, seguindo a mesma “lógica”, conseguem até descrever a personalidade de quem investigam.

Mas sabe qual é a ótima notícia? Detetives são pessoas comuns, como nós. Não têm poderes mágicos. O que eles desenvolveram e a maioria de nós não desenvolveu foi o senso de observação. Isto é, detetives são pessoas comuns, mas com o senso de observação extremamente aguçado!

Vou chamar esse senso de “presença”! Então, detetives são pessoas que estão absolutamente presentes em tudo o que fazem, em cada passo que dão, a cada segundo que respiram. Eles escutam os diferentes tons de voz, cada palavra dita. Eles enxergam cada detalhe do lugar ou da direção para onde olham. Eles estão atentos aos cheiros, aos barulhos, às cores ao seu redor. Eles estão inteiramente envolvidos na experiência daquele momento!

Veja bem! Não estou dizendo que eles estão atentos a tudo o que acontece no mundo! Não! Isso seria impossível, enlouquecedor! O que estou dizendo é que eles estão atentos ao que lhes interessa de verdade! Estão atentos ao momento presente! Aqui e agora! É é só por isso, é exatamente por isso que eles são capazes de descobrir, desvendar e fazer conclusões certeiras que a grande maioria de nós não é!

Mas não porque somos menos inteligentes! Porque não estamos atentos ao momento presente! Não estamos aqui e agora! Nosso corpo está aqui, mas nossos pensamentos estão longe… talvez remoendo o passado… talvez tentando controlar o futuro… E simplesmente perdendo o exato instante em que a vida está de fato acontecendo!

E, assim, desatentos e desconectados, ficamos confusos, sem saber o que fazer, qual a melhor decisão a tomar. Cometemos enganos após enganos e o tempo vai passando quando, de repente, levamos um susto: nossa relação entrou em crise! O casamento acabou! O outro deixou de nos amar! O amor perdeu a graça!

Você acha mesmo que isso aconteceu da noite para o dia?!? Não foi bem assim, pode apostar! Mas você não estava presente! Você nem notou o outro. Você nem notou a si mesmo! Você nem reparou nos detalhes, nos diferentes tons de voz, nas palavras que foram ditas, nos sons, nos cheiros, nos sabores… Você não estava ali, naquele momento em que a vida estava acontecendo!

“E agora?” Esta tem sido a sua pergunta diante do que vem perdendo ao longo da vida? Então, minha sugestão é para que você abra mão dela! Ela não serve para nada! Ela só te mantém preso ao passado! As perguntas certas são: “o que está acontecendo agora, neste momento, ao meu redor e dentro de mim?”. E tome um tempo para observar! Olhe ao redor! Escute! Enxergue! Sinta! Abra o coração e vá além de qualquer medo que possa surgir! Apenas se entregue e viva o que tem para ser vivido aqui, neste exato instante…

E assim, tenho certeza de que você vai saber o que quer e o que fazer, com o melhor que existe em você! E qualquer que seja o resultado, você se dá conta que a vida é o que é, mas só pode valer a pena quando você está presente! Rosana Braga

2 Responses to Ame E Viva Como Se Fosse Um Detetive

  1. Adorei o texto. Fazia tempo que eu não lia algo tão direto. Obrigada.

    Realmente, viver um dia de cada vez. Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *