Arriscar-se

Pode deixar a velha mania de lado, pode esquecer os hábitos negativos, pode até se arrepender de ter feito, mas não pode, de jeito nenhum, deixar de pelo menos tentar.

Não vale falar do que não conhece, nem vale dar opinião sobre o que não viveu, nem sonhar com o amor que não aconteceu.

Para saber se vai ser o melhor, só mesmo arriscando-se, vivendo a situação.

Hoje em dia, muitos andam assim, sonhando com o que poderia ter sido, sem nunca terem tentado…

Imaginando o que poderiam ter, se o “se” não existisse…

Para que você não viva suspirando, não acabe com “oportunidades”, não termine seus dias imaginando, deixe o “se” e permita-se ao “talvez”, que pode tornar sonhos em realidade, amizade em amor, um tempo em eternidade.

Arriscar-se, sempre, desistir, jamais.

Paulo Roberto Gaefke

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *