Desejo

Imagem 45

“Desejo que você tenha a quem amar, e quando estiver bem cansado ainda, exista amor pra recomeçar.  Pra recomeçar… Frejat!”

No meu aniversário, alguns anos atrás, uma pessoa muito querida me disse desejar que no novo ano de vida eu fosse muito amada.

Esta frase ficou em minha mente, reverberando… será? Será que ser amada ajudará na construção do meu bem-estar? Sim, com certeza! Mas isso é suficiente?

Lembrei-me então de todos aqueles a quem conheci e que, apesar de serem amados por seus familiares, amigos, companheiros de vida, sentiam-se depressivos, angustiados, infelizes, incapazes de sentir amor por suas vidas, por seus trabalhos, por seus pares.

Pessoas que procuravam o reconhecimento do outro como garantia de uma vida valorosa mas que, carentes, nunca se contentavam com o que tinham, com a vida que levavam.

Ser amado é muito bom, mas não é salvo-conduto para uma vida plena.

Quando a gente não se ama, ainda que sejamos adorados por multidões, trazemos a alma vazia, um sentimento de solidão e de desconforto, além de angústias indizíveis.

Quando não nos amamos surge um sentimento quase insuportável de ser estrangeiro em todo lugar, um sentimento de não pertencer.

E então eu desejei, fortemente, para mim mesma, que no meu novo ano de vida eu amasse muito. Não apenas a alguém em especial, mas a vida, meu trabalho, as pessoas que convivem comigo, meus familiares, meus sonhos, a cidade onde moro, o lugar onde vivo, aqueles que cruzassem me caminho.

Porque, ao amar, a vida se aquece, ganha um novo colorido, os minutos tornam-se mais alegres.

Amar o outro requer de nós desprendimento, maturidade, autoestima… sim, porque achamos, muitas vezes, que para amar alguém ele deve fazer por merecer.

Mas o amor que sentimos independe do que o outro é ou faz.

Podemos amar quem nos fere. Podemos inclusive escolher nos afastarmos daquele a quem amamos quando ele é destrutivo, por uma questão de amor-próprio.

Mas sentir amor, em grande quantidade e de qualidade, melhora a vida de qualquer pessoa onde quer que ela esteja.

Quem sente amor não se percebe só, porque a vida lhe é preciosa e porque carrega em seu ser todos a quem ama.

Assim, neste final de ano, desejo-lhe que no ano vindouro ame muito e preencha sua vida com um coração aquecido e enternecido! Thais Accioly

Habilidade de Conversar

toc

A habilidade de conversar será útil a você em qualquer circunstância: no contato com uma ou duas pessoas, numa reunião profissional, proferindo palestras, ministrando aulas, participando de convenções. Enfim, é uma qualidade que sempre o ajudará a abrir as portas para o sucesso.
Saber conversar é ter habilidade para contar histórias interessantes; mas também é a arte de saber fazer perguntas apropriadas para o momento.
Se o seu objetivo for iniciar uma conversa ou criar um ambiente favorável para obter informações em pouco tempo, lance mão de perguntas fechadas, que produzam respostas rápidas e curtas. Por exemplo: “quem?”, “há quanto tempo?”, “onde?”, “quando?”.
Observe que, ao fazer estas perguntas, você consegue respostas objetivas, que possibilitam adquirir rapidamente informações importantes sem truncar o desenvolvimento do raciocínio ou dispersar a concentração.
Entretanto, se o objetivo for motivar as pessoas a participar mais ativamente da conversa, ou descobrir suas intenções, desejos ou necessidades, faça uso de perguntas abertas que povocam respostas mais longas, que exigem maior elaboração do raciocínio. Por exemplo: “o que?”, “por que?”, “como?”, “de que maneira?”.
Você percebeu que, ao contrário do que ocorre com as perguntas fechadas, esse tipo de questionamento exige respostas com maior participação das pessoas, que se obrigam a elaborar o raciocínio e fornecer informações que quase sempre mostram pouco da personalidade e da maneira de pensar dela.    Reinaldo Polito

A Felicidade Encontra-Se Dentro De Você

15

Caminhava pelo parque, vento frio sopra insistente, o sol suave e agradável, num céu azul claro, sem uma nuvem, permita mergulhar em pensamentos, sobre planos, projetos, sonhos. Discutindo ideias comigo mesmo.

Então reparei numa figura, sentada em posição de quase de “lótus”. Olhos fechados, parecia meditar.

Minha curiosidade não permitiu continuar a caminhada. Parei ali um pouco ao lado daquele homem, que estava vestido de forma simples, tinha cabelos branquinhos, o que dava a entender que já tinha uma certa idade de maturidade, os cabelos bem cortados e penteados, também se apresentava bem barbeado. Porém nada com uma típica imagem de um “monge”, por isso mesmo a atenção que me chamou pelo estado que se encontrava.

Um semblante que exalava felicidade.

Eu nunca tinha me dado ao trabalho de observar alguém meditando. Ali estava eu parado num parque, numa linda tarde de inverno ensolarado, observando atentamente, um completo estranho, em estado de meditação.

Claro que um turbilhão de pensamentos ocorreram comigo, desde eu estar invadindo uma privacidade, até o fato da minha presença enxerida ali, importunar aquele homem.

Enquanto combatia meus próprio pensamentos, fui surpreendido com sua fala:

– Pode me perguntar qual é razão da minha felicidade?

A primeira coisa que murmurei pra mim mesmo num som quase incompreensível foi:

– Esse cara leu meu pensamento!

Quando então consegui falar claramente para ele.

– Desculpe-me senhor, não queria perturbá-lo, atrapalhando sua meditação!

– Você não me perturbou! Eu não estava num estado que permita ser perturbado.

– Mas o senhor estava meditando, não estava?

– Sim, estava!

– Mas meditar não quer dizer, desligar-se do mundo exterior e concentrar-se em si mesmo?

– Verdade, mas não quer dizer que eu não possa me integrar com o mundo à minha volta.

– Interessante. Como isso funciona?

– Ah meu rapaz, este é o caminho do aprendizado.

– Agora sim, o senhor conseguiu aguçar minha curiosidade. Eu me considero um aprendiz da vida, ainda não consegui chegar nesse estágio.

Enquanto esse diálogo acontecia, pessoas caminham por ali, passavam em apressadas idas e vindas, sem dar qualquer atenção ao homem e a mim, que ali conversava com ele. E o semblante feliz do homem, não se alterou. Uma serenidade incrível se mantinha na face. O que me estimulou a reafirmar a pergunta que ele sugeriu, quando começamos nossa conversa.

– Já que o senhor sugeriu, quase lendo meu pensamento, permita-me perguntar: Qual é o motivo desse seu estado visível de felicidade?

– O motivo sou eu? Respondeu.

– Como? Pode me explicar isso! Que eu estou fazendo um esforço enorme e não consegui entender o que isso significa. Você ser o motivo da sua felicidade.

– Claro, explico sim, com muito prazer. Eu sou feliz, por mim mesmo. Pelo que sou. Eu não tenho nenhum motivo que não seja eu mesmo, para ser feliz.

– Bem, eu acredito que a felicidade está dentro de nós. Mas Como eu posso ser meu próprio motivo para ser feliz?

– É isso mesmo, a felicidade encontra-se dentro de você. Por isso você é o motivo da sua felicidade. Qualquer coisa fora de você, pode desaparecer, mudar, acabar. Com isso acaba seu motivo de ser feliz.

– Agora entendi… Vou me concentrar mais em mim mesmo. Prestar atenção no motivo que eu sou para ser feliz.

– Cuidado meu rapaz, não queira forçar a barra.

– Hum! Como é que é?

– Você só precisa deixar a felicidade brotar em você. Deixá-la aflorar. Se você forçá-la, ela não surgirá. É como plantar uma semente na terra e querer em seguida colher os frutos da árvore.

– Caramba. Agora sim, você arrasou! Que tipo de monge você é?

– Nenhum. Sou apenas um homem que descobriu em si mesmo todos os motivos para ser feliz.

– Muito obrigado pela lição! Eu ganhei o dia. Ganhei a semana, o ano, a vida!

– Vai em paz meu amigo, permita-se ser feliz. Você é o motivo da sua Felicidade!.

– Até mais, meu amigo! Tchau.

– Tchau.

E você, percebeu que você é seu único motivo para ser FELIZ.

Sigmar Sabin – Professor e Aprendiz da vida sigmarsabin@bomdiahoje.com.br

Mensagem A Garcia

3

No ambiente corporativo, “Mensagem a Garcia” é uma expressão corrente, para designar uma tarefa muito difícil e espinhosa, mas que é absolutamente necessária, e precisa ser realizada de qualquer maneira, sob-risco de grandes perdas para a empresa. É tirada do texto criado pelo jornalista norte-americano Helbert Hubbard no século XIX, tem uma atualidade impressionante e é uma verdadeira aula de como avaliar

personalidades profissionais. Primeiro o autor nos conta como surgiu a idéia:

“A Mensagem a Garcia escrevi numa noite, depois do jantar, em uma hora para a revista “Philistine”. A idéia original, entretanto, veio-me de um pequeno argumento ventilado pelo meu filho Bert, ao tomarmos café, quando ele procurou sustentar ser Rowan o verdadeiro herói da Guerra de Cuba. Rowan pôs-se a caminho só e deu conta do recado – levou a mensagem a Garcia. É verdade – disse comigo mesmo – o herói é aquele que dá conta do recado: que leva a mensagem a Garcia.

Entretanto, dei tão pouca importância a este artigo que até foi publicado na revista sem qualquer título, mas começaram a afluir pedidos para exemplares adicionais: uma dúzia, cinqüenta, cem; e quando a American News Company encomendou mais de mil exemplares, perguntei a um dos meus empregados qual o artigo que havia levantado o pó cósmico. – Esse de Garcia – retrucou-me ele.

No dia seguinte chegou um telegrama de George H. Daniels, da Estrada de Ferro Central de Nova York, dizendo: “Indique preço para cem mil exemplares, o artigo Rowan, sob forma folheto, com anúncios estrada de ferro no verso. Diga também quando pode fazer entrega”.

Após, duas ou três edições de meio milhão se esgotaram rapidamente.

Além disso, foi o artigo reproduzido em mais de duzentas revistas e jornais. Tem sido traduzido, por assim dizer, em todas as línguas faladas.

A mensagem rodou países como a Rússia, Alemanha, França, Turquia,

Indostão e China. Durante a guerra entre a Rússia e o Japão, foi entregue um exemplar de “Mensagem a Garcia a cada soldado russo que se destinava ao “front”. Os japoneses, ao encontrarem os livrinhos em poder dos prisioneiros russos, chegaram à conclusão que havia de ser uma informação valiosa e não tardaram em vertê-lo para o japonês. Por ordem do Micado foi distribuído um exemplar a cada empregado civil ou militar, do governo japonês.

Para cima de cem milhões de exemplares foram impressos, o que é sem dúvida a maior circulação jamais atingida por qualquer trabalho literário durante a vida do autor, graças a uma série de circunstâncias felizes.

MENSAGEM A GARCIA

Em todo este caso cubano um homem se destaca no horizonte de minha memória. Quando irrompeu a guerra entre a Espanha e os Estados Unidos, o que importava a estes era comunicar-se com o chefe dos insurretos, Garcia, que sabiam encontrar-se em alguma fortaleza no interior do sertão cubano, mas sem que se pudesse dizer exatamente onde. No entanto, o Presidente precisava de sua colaboração o mais rapidamente possível. O que fazer?

Alguém lembrou: “Há um homem chamado Rowan; e se alguma pessoa é

capaz de encontrar Garcia, há de ser Rowan”. O Presidente lhe confiou uma carta com a incumbência de entregá-la a Garcia. Tomou a carta, meteu-a em invólucro impermeável, amarrou-a ao peito, e após quatro dias, saltou de um barco sem sequer uma cobertura, alta noite, nas costas de Cuba, se embrenhou no sertão para depois de três semanas surgir do outro lado da ilha, tendo atravessado a pé um país hostil e entregue a carta a Garcia.

O ponto que deseja frisar é este: MacKinley, o presidente, deu a Rowan uma carta para ser entregue a Garcia; Rowan tomou a carta e nem sequer perguntou: “onde é que ele está?”.

O general Garcia já não é deste mundo, mas há outros Garcias. A nenhum homem que se tenha empenhado em levar avante uma grande empresa, em que a ajuda de muitos se torna necessária, têm sido poupados momentos de verdadeiro desespero ante a imbecilidade de um grande número de homens, ante a inabilidade ou falta de disposição de concentrar a mente numa determinada coisa e fazê-la.

A regra geral tem sido: assistência irregular, desatenção tola, indiferença irritante e trabalho mal feito.

Ninguém pode ser verdadeiramente bem sucedido, salvo se lançar mão de

todos os meios ao seu alcance para fazer com que outros homens o auxiliem, a não ser que Deus Onipotente, na sua grande misericórdia faça um milagre, enviando-lhe como auxiliar um anjo de luz. Leitor amigo, tu mesmo podes tirar a prova.

Estás sentado no teu escritório, rodeado de empregados. Pois bem, chama um deles e pede-lhe: – Queira ter a bondade de consultar a enciclopédia e fazer uma descrição resumida de Corrégio.

Dar-se-á o caso de o empregado dizer calmamente: “sim senhor”, e executar o que lhe pediste?

Nada disso! Olhar-te á admirado para fazer uma ou algumas das seguintes perguntas:

Quem é ele? – Que enciclopédia? – Onde é que está a enciclopédia? – Fui eu acaso contratado para fazer isso? – E se Carlos o fizesse? – Já morreu? – Precisa disso com urgência? -Não quer que traga o livro para que o senhor mesmo procure? – Para que quer saber disso?

Não há empresa que não esteja despedindo pessoal que se mostre incapaz

de zelar pelos seus próprios interesses, a fim de substituí-lo por outro mais apto. Este processo de seleção por eliminação está se operando incessantemente com a única diferença que, quando os tempos são maus e o trabalho escasseia, a seleção se faz mais escrupulosamente, pondo-se fora, para sempre, os incompetentes e os inaproveitáveis.

É a LEI DA SOBREVIVÊNCIA DO MAIS CAPACITADO. Cada patrão, no interesse comum, trata somente de guardar os melhores, aqueles que podem levar uma MENSAGEM A GARCIA”.

Adaptado do texto de Helbert Habbard – 01/12/1913

RESUMO

A importância dessa história é que existem poucos Rowans por ai. E são de pessoas como ele que o mercado precisa. Gente que ao receber um problema a ser solucionado, não importa como e onde, vai e resolve, ao invés, de não resolver coisa alguma e voltar com outros dez problemas novinhos de presente. Rowan não fez perguntas tolas e sem sentido, ele nem sabia quem era o tal Garcia, mas seu desejo em cumprir aquele pedido era tão grande que ultrapassava barreiras e lhe fazia “agir”.

É isso que falta no mercado. Pare com as perguntas idiotas e que só mostram como é grande o seu desinteresse e falta de criatividade na solução de problemas, não olhe para as barreiras e dificuldades elas sempre vão existir, faça com que seu desejo em cumprir o que lhe foi confiado seja maior que qualquer impedimento, comece a desenvolver a capacidade de solucionar problemas. Não espere que te tragam tudo já bem mastigado e as informações prontamente colhidas, vá você mesmo ao encontro delas. Trabalhar o tempo inteiro com facilidades ao alcance, ta cheio de gente por ai que é capaz de fazer. Para que você perceba as complicações em levar esta mensagem, Garcia estava escondido, pois caso fosse encontrado seria morto pelos espanhóis. Mesmo assim em menos de quatro semanas Rowan conseguiu entregar a carta passando pelo mar das Caraíbas e atravessando o deserto da ilha de Cuba.

Ele enfrentou obstáculos e não ficou esperando tudo pronto cair dos céus em suas mãos. Tomou decisões, seguiu em frente e conseguiu.

Mostrou como resolver situações inesperadas e difíceis. Basta ter interesse e disposição para correr atrás do que é preciso ser feito.

São pessoas assim que o mercado espera. São de pessoas assim que o mercado precisa.

Agora te pergunto. Você pode levar uma carta a Garcia?

Melhore Sua Vida Melhorando Seus Pensamentos

Melhore Sua Vida Melhorando Seus Pensamentos

Tem conseguido os resultados esperados, está satisfeito com o que já alcançou?

Seja sincero(a). Você já desanimou de algum projeto ou sonho que tinha expectativa de iniciar ou realizar por que alguém falou ou tentou convencer você que não seria uma boa ideia?

Calma, que eu não quero desanimar ou desestimular você com esta conversa.

O objetivo da minha reflexão é tocar num ponto importante, sobre críticas ou comentários desanimadores que as pessoas fazem e que de alguma maneira acabam nos atingindo, principalmente naqueles momentos em que não estamos totalmente confiantes que iremos alcançar determinados objetivos em nossa vida.

Isso acontece praticamente com todas as pessoas, quando elas estão tentando realizar um projeto pessoal ou profissional e os resultados costumam demorar um pouco mais do que o esperado ou desejado.

Tem um impacto ainda maior quando nós encaramos as “opiniões” alheias como críticas.

Como você reage a este tipo de situação? Por exemplo, quando você é alvo de uma crítica.

Você permite que elas estraguem seu dia, mesmo que no seu intimo saiba, que elas são injustas ou sem fundamento?

Bem, quero que você saiba que ficar triste e chateado, normalmente é a nossa reação em relação às opiniões externas ou a comentários vindos de outras pessoas, que não conhecem nosso intimo. Que não sabem dos nossos esforços e até mesmo superações em determinadas circunstâncias da vida.

Só que esse tipo de atitude não resolve a situação.

Agora tem outro ponto, que considero mais importante do que a opinião ou crítica alheia. É como reagimos àquilo que nós dizemos a respeito de nós mesmos.

Você já parou para pensar nisso?

Como tem sido a conversa que você mantém consigo mesmo?

É! Aquela conversinha que você tem com você mesmo, muitas vezes sem pronunciar palavra alguma. Apenas em pensamentos.

Como você comunica a si próprio os acontecimentos da vida?

Mesmo que não queira aceitar isso como uma verdade. Sua vida é resultado daquilo que você pensa e da maneira como se comunica consigo.

Portanto eu faço mais uma provocação a você. Será que não chegou o momento de analisar e quem sabe até rever a forma como você pensa a respeito dos acontecimentos, do seu dia a dia e principalmente a respeito de si mesmo?

Sugiro então, você aproveitar o dia de hoje para pensar coisas boas, dizer isso para si e sobre si mesmo.

Crie mentalmente um cenário positivo. Engrandeça o ser que você é!

Lembre-se em não limitar o poder de sua vida!

Não pense nada de negativo. Quando um pensamento desta natureza tentar se formar em sua mente. Afaste ele, espante ele logo, colocando no lugar um pensamento otimista.

Quando você começar a agir desta maneira, irá fortalecer um hábito de pensar o Bem, o positivo e desta forma logo sentirá um efeito positivo.

Para alimentar seus pensamentos com ideias boas procure aumentar seus conhecimentos e aperfeiçoar-se. Procure ver sempre algo de bom, mesmo em circunstâncias ruins. Mesmo que a experiência tenha sido triste. Permita que ela lhe mostre uma lição a ser aprendida com aquilo.

Seja perseverante nas suas tentativas de fazer boas obras.

Pode ter certeza que não conseguira muita coisa, sem perseverança.

Lembre-se, que um estudante de música, para aprender a tocar um piano, necessita de horas e horas seguidas de estudo.

Bem, o que é o estudo para o pianista, é a perseverança para qualquer outra atividade. Não se deixe arrastar pelo esmorecimento. Reaja com todas as forças que encontrar em seu interior e terá a beleza da vida em redor de si mesmo.

Procure agir, fazer, mesmo que pequenos passos na direção daquilo que você realmente almeja. Também procure agir sempre com um sorriso no rosto.

Se possível, também faça alguma coisa positiva em favor do próximo. Assim você terá o coração cheio de alegria e de felicidade, que servem como fonte de energia para alimentar seus pensamentos novamente com coisas boas. Sigmar Sabin – www.bomdiahoje.com.br

O Que Você Pode Fazer Para Mudar O Mundo

19

Comece mudando a si mesmo. Ninguém muda o mundo se não consegue mudar a si mesmo …

Cuide da Saúde do Planeta. Não desperdice água, não jogue lixo no lugar errado, não maltrate os animais ou desmate as árvores. Por mais que você não queira, se nascemos no mesmo planeta, compartilhamos com ele os mesmos efeitos e conseqüências de sua exploração …

Seja responsável: não culpe os outros pelos seus problemas, não seja oportunista, não seja vingativo. Quem tem um pouquinho de bom senso percebe que podemos viver em harmonia, respeitando direitos e deveres …

Acredite em um mundo melhor. Coragem, Honestidade, Sinceridade, Fé, Esperança são virtudes gratuitas que dependem de seu esforço e comprometimento com sua Honra e Caráter. Não espere recompensas por estas virtudes, tenha-as por consciência de seu papel neste processo …

Tenha Humildade, faça o Bem, trabalhe. Não tenha medo de errar, com humildade se aprende, fazer o bem atrairá o bem para você mesmo e trabalhando valorizarás o suor de teu esforço para alcançar seus objetivos …

Busque a Verdade, a Perfeição, uma posição realista frente aos obstáculos, uma atitude positiva diante da vida…

Defenda, participe, integre-se à luta pacífica pela Justiça, Paz e Amor. Um mundo justo é pacífico, e onde há paz pode-se estar preparado para viver um grande Amor …

Você Ainda Se Enerva Com O Que Outros Dizem?

19

Meu segundo emprego na vida, foi de arquivista e atendente de copiadora Xerox. Portanto, passava horas escutando as reclamações das pessoas, no balcão de cópias.

Foi quando me dei conta de que a maior parte das coisas que deixavam as pessoas estressadas eram apenas palavras ditas por outras pessoas. Palavras são como bolhas de sabão. As pessoas dizem e, muitas delas, logo depois, desdizem.

Um número menor de reclamações era sobre o que outras pessoas tinham feito. Isso incluía praticamente só ações que os reclamantes supunham que a outra pessoa deveria fazer e não fez. Ou, algo que a pessoa não deveria ter feito, mas fez.

Em três anos trabalhando lá, nunca escutei algo sobre agressões físicas, embora isso possa ocorrer. O que me surpreendeu é que praticamente todas as reclamações eram sobre idéias, conceitos abstratos. Imagens mentais.

As pessoas estavam reagindo à abstrações. Bolhas de sabão da realidade, não a própria realidade.

Não importa o que as pessoas dizem de você. Tudo o que importa é o que você acha disso. Se der valor, você ficará refém de outros. Se não der, fica livre delas. A única maneira de se magoar, se enfraquecer, é reagir negativamente ao que as outras pessoas pensam de você.

Suas emoções são resultados do que está na sua mente. Quem vai mandar nela hoje?

O Eco

Imagem 52

Pai e filho caminhavam por uma montanha. De repente o menino cai e grita “Aaaaaaiii!!!”

Para a sua surpresa, escuta a voz repetir-se, em algum lugar da montanha “Aaaaaaiii!!!” Curioso, pergunta “quem és?” e recebe como resposta “quem és?” contrariado, grita, “covarde!” e a resposta é “covarde!”

Então, olha para o pai e pergunta, aflito: “O que é isso?”

O pai sorri e fala “filho, presta atenção” E grita em direção à montanha “Eu admiro-te!!!” e a voz responde “Eu admiro-te!!!” De novo o homem grita: “És um campeão!” e a voz responde “És um campeão!”

O menino fica espantado. Não entende. O pai explica:

As pessoas chamam a isto eco, mas na verdade isso é a vida. Ela nos dá de volta tudo o que dizemos. Nossa vida é o reflexo de nossas ações.

Se queres mais amor no mundo, cria mais amor no teu coração.

Se queres mais competência, desenvolve a tua própria.

O mundo é uma prova da nossa capacidade.

No plano pessoal e no profissional,

a vida vai dar-te de volta o que lhe deste.

A vida é um eco! Se você não está gostando do que está recebendo, observe o que está emitindo

O Ferreiro

Imagem 51

Era uma vez um ferreiro que, após uma juventude cheia de excessos, resolveu entregar sua alma a Deus. Durante muitos anos trabalhou com afinidade, praticou a caridade, mas, apesar de toda sua dedicação, nada parecia dar certo na sua vida. Muito pelo contrário: seus problemas e dívidas acumulavam-se cada vez mais.

Uma bela tarde, um amigo que o visitara — e que se compadecia de sua situação difícil –

comentou: ‘É realmente estranho que, justamente depois que você resolveu se tornar um homem temente a Deus, sua vida começou a piorar. Eu não desejo enfraquecer sua fé, mas apesar de toda a sua crença no mundo espiritual, nada tem melhorado .

O ferreiro não respondeu imediatamente. Ele já havia pensado nisso muitas vezes, sem entender o que acontecia em sua vida.

Entretanto, como não queria deixar o amigo sem resposta, começou a falar e terminou encontrando a explicação que procurava. Eis o que disse o ferreiro: Eu recebo nesta oficina o aço ainda não trabalhado e preciso transformá-lo em espadas. Você sabe como isto é feito? Primeiro eu aqueço a chapa de aço num calor infernal, até que fique vermelha. Em seguida, sem qualquer piedade, eu pego o martelo mais pesado e aplico golpes até que a peça adquira a forma desejada. Logo, ela é mergulhada num balde de água fria e a oficina inteira se enche com o barulho do vapor, enquanto a peça estala e grita por causa da súbita mudança de temperatura. Tenho que repetir esse processo

até conseguir a espada perfeita: uma vez apenas não é suficiente .

O ferreiro deu uma longa pausa e continuou: `As vezes, o aço que chega até minhas mãos não consegue agüentar esse tratamento. O calor, as marteladas e a água fria terminam por enchê-lo de rachaduras. E eu sei que jamais se transformará numa boa lâmina de espada.

Então, eu simplesmente o coloco no monte de ferro-velho que você viu na entrada de minha ferraria.

Mais uma pausa e o ferreiro concluiu: Sei que Deus está me colocando no fogo das aflições. Tenho aceito as marteladas que a vida me dá, e às vezes sinto-me tão frio e insensível como a água que faz sofrer o aço.

Mas a única coisa que peço é: ‘Meu Deus, não desista, até que eu consiga tomar a forma que o Senhor espera de mim. Tente da maneira que achar melhor, pelo tempo que quiser — mas jamais me coloque no monte de ferro-velho das almas’.

O Lascador de Pedras

Imagem 50

Acredita que outros vivem melhor do que você? Gostaria de ter nascido em lugar diferente, em outro País, desfrutar de outras condições? Quem sabe, ter outros pais? Melhor condição financeira? Assim também pensava Mogo, um jovem que viveu na China há muitos anos.

Ele ganhava seu sustento lascando pedras. Embora são e forte, não estava contente com sua vida. Queixava-se dia e noite. Tanto reclamou que seu anjo da guarda disse-lhe em sonhos, certa noite: “Você tem saúde e uma vida pela frente. Deveria ser agradecido a Deus. Por que reclama tanto e é tão infeliz?” “Deus foi injusto comigo”, disse o rapaz. “não me deu oportunidade de crescer.” Com medo que o seu protegido acabasse perdendo a sua vida, o anjo rogou ajuda ao Pai Todo Poderoso. Deus disse ao mensageiro que tudo o que Mogo pedisse lhe seria concedido. No dia seguinte, Mogo quebrava pedras quando viu passar uma carruagem com um nobre coberto de jóias. Desejou ser nobre. E transformou-se, então, em dono de um palácio, com muitas terras, servidores e cavalos. Passeando em uma das tardes, feliz porque todos se curvavam à sua passagem em sinal de respeito, sentiu um calor insuportável. Mogo transpirava como no tempo em que lascava pedras. Deu-se conta de que o sol era maior do que ele, estava acima de príncipes, reis, imperadores e muito mais alto que todos. “Por que não posso ser o Sol?” Escondendo a sua tristeza, o Anjo da Guarda atendeu seu desejo.

Enquanto brilhava no céu, admirado com seu gigantesco poder de amadurecer as colheitas, um ponto negro avançou em sua direcção. A mancha escura ficou à sua frente e ele não podia mais ver a Terra. “Anjo, quero ser nuvem.” Logo, poderoso, ele escurecia o sol. “Sou invencível”, gritava. Mas uma imensa rocha de granito se erguia em meio ao oceano.

Mogo achou que a rocha o desafiava, e se transformou em rocha. Certa manhã, Mogo sentiu uma lança aguda em suas entranhas de pedra. Depois outra. E outra. “Anjo, socorro! Alguém tem mais poder do que eu. Quero ser poderoso como este ser que está tentando me matar!” E transformou-se em lascador de pedras…

Moral? Estamos colocados no melhor lugar, na situação que necessitamos para progredir. Ninguém se encontra em lugar errado, nem ao lado de pessoas que não mereça. Tudo se encontra dentro da lei de progresso. Não existem problemas que não possamos vencer ou dificuldades que não consigamos transpor. Cada um de nós recebe exatamente a carga que pode suportar. Nem mais, nem menos. Saibamos ser reconhecidos a Deus pela vida, pela saúde, pelas dificuldades. Porque estrada sem pedras não é segura.