Chegou O Grande Dia E Você Irá Realizar A Grande Apresentação Da Sua Vida

Pode ser um evento profissional, para o qual está se preparando há muito tempo. Ou é o grande encontro com a pessoa mais importante na sua vida até este momento. Está tudo certo, e você tem se preparado com toda dedicação que este acontecimento merece.

Chegada a hora, você entra em cena, o show começa. Com todo entusiasmo, você inicia sua grande apresentação e digamos, toca de alma e coração. Quando menos espera, a corda do seu violino arrebenta!

Ohhhh, que tragédia, por que isso foi acontecer comigo?

Será esta sua reação?

Geralmente é! Digo geralmente, por que se estamos convictos de que o show depende de nós, então, vamos nos adequar á nova realidade e continuar.

Muitos já desistiriam e sairiam correndo para os bastidores, chorar nos camarins.

E você, o que você faria nesta situação? Pense bem!

Mas existem maneiras digamos “Nobres” que poderá ajudá-lo a superar este momento. Você certamente você já deve ter ouvido de Paganini, um dos maiores músicos que este mundo já abrigou!

Então, vou contar pra você o que aconteceu com esse tal violinista PAGANINI, e como esse acontecimento acabou transformando-o numa das personalidades do mundo da música mais admirados de todos os tempos. Conheça a façanha deste fantástico artista, e espelhe-se nela para tirar proveito da única corda que sobrar no seu violino, quando todas as outras já tiverem arrebentado.

Certa vez o grande violinista PAGANINI, que alguns diziam ser muito estranho. Outros ainda diziam que era sobrenatural. As notas mágicas que saiam de seu violino tinham um som diferente, por isso ninguém queria perder a oportunidade de ver seu espetáculo.

Em certa noite, o palco de um auditório repleto de admiradores, estava preparado para recebê-lo.

A orquestra entrou e foi aplaudida. O maestro foi ovacionado. Mas quando a figura de Paganini surgiu, triunfante, o público delirou.

Paganini coloca seu violino no ombro e o que se assiste a seguir é indescritível. Breves e semibreves, fusas e semifusas, colcheias e semicolcheias parecem ter asas e voar com o toque daqueles dedos encantados.

De repente, um som estranho interrompe o devaneio da platéia.

Uma das cordas do violino de Paganini arrebenta. O maestro parou. A orquestra parou.O público parou. Mas Paganini não parou.

Olhando para sua partitura, ele continua a tirar sons deliciosos de um violino com problemas.

O maestro e a orquestra, empolgados, voltam a tocar.

Mal o público se acalmou quando, um outro som perturbador derruba a atenção dos assistentes. Outra corda do violino de Paganini se rompe.

O maestro parou de novo. A orquestra parou de novo. Paganini não parou.
Como se nada tivesse acontecido, ele esqueceu as dificuldades e avançou tirando sons do impossível.O maestro e a orquestra, impressionados voltam a tocar.

Mas o público não poderia imaginar o que iria acontecer a seguir.

Todas as pessoas, pasmas, gritaram OOHHH! Que ecoou pela abobadilha daquele auditório. Uma terceira corda do violino de Paganini se quebra.

O maestro pára. A orquestra pára. A respiração do público pára. Mas Paganini não pára.
Como se fosse um contorcionista musical, ele tira todos os sons da única corda que sobrara daquele violino destruído. Nenhuma nota foi esquecida.

O maestro empolgado se anima. A orquestra se motiva. O público parte do silêncio para a euforia, da inércia para o delírio.

Paganini atinge a glória. Seu nome corre através do tempo.

Ele não é apenas um violinista genial. É o símbolo do profissional que continua diante do impossível.

E agora, sua corda arrebentou! O que você fará?

Pára ou continua o espetáculo da sua vida?

Mesmo que algumas cordas do seu violino arrebentem. Não deixe de fazer o que precisa ser feito para que sua vida continue sendo este espetáculo que foi até hoje.

Continue tocando com toda vontade, alegria e emoção e tente mais uma vez!

Pense nisso…

Tenha um Bom Dia Hoje!

Sigmar Sabin – Professor, Palestrante e Aprendiz da vida sigmarsabin@bomdiahoje.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *