Como Liderar Uma Força De Trabalho Sazonal

Movimento de fim de ano, 13º sendo gasto por todo mundo, promessas e planejamento sendo feitos para o ano que vem… não é à toa que muitos líderes, nessa época, resolvem contratar temporários. O processo é mais simples do que contratar alguém e demitir. Além de contar com a ajuda de empresas especializadas, você pode ganhar pessoas qualificadas para sua equipe, mas por poucos meses.

Realmente, as vantagens desse processo parecem ser muitas, pois permite:
• Uma maior flexibilidade em sua empresa, pois parte de sua equipe pode flutuar de acordo com a oferta e a demanda.
• Que membros de sua equipe possam tirar férias ou que vocês não sofram caso alguém precise de uma licença médica de emergência.
• Que você contrate um temporário com uma habilidade específica, a qual só precisará em um projeto.
• Que você teste várias pessoas e encontre potenciais estrelas que, depois, podem virar membros permanentes da sua equipe.

Entretanto, também há algumas desvantagens:
• Um trabalhador temporário dificilmente tem o mesmo compromisso e motivação com sua empresa que o restante de sua equipe.
• Há a possibilidade de gerar desavenças e ciúmes dentro de sua equipe, por exemplo: “O temporário fica com o serviço melhor/mais fácil/mais lucrativo”.

Confira então, algumas dicas para utilizar os temporários de maneira certa:
• Só contrate um temporário quando tiver certeza de que a necessidade é exatamente essa – temporária. Isso fará com que sua equipe se sinta mais tranquila, sem achar que uma oportunidade foi dada para alguém “de fora”.
• Explique aos outros a necessidade do temporário.
• Contate diversas agências de temporários para comparar serviços, custo e profissionais disponíveis. Se você vai pagar, e bem, por um temporário, que ele seja bom e de um lugar idôneo.
• Dê à agência um descritivo completo das tarefas que você deseja que o temporário execute, além da visão e missão da empresa, e outras informações que julgar importante. Ajude-a a ajudar você.
• Ainda que ele passe apenas duas semanas trabalhando com você, um mínimo de conversa sobre a empresa e treinamento são fundamentais – mesmo que isso dure apenas meio período. Ajude o temporário a se integrar.
• Pessoas vindas de boas agências de temporários são profissionais, mas, se você desejar uma segurança a mais, dependendo do caso, firme com o temporário um contrato de sigilo de certas informações. Isso não vai evitar que ele conte tudo sobre sua empresa para os concorrentes, mas vai dificultar um pouco.  Um grande abraço, Cleverson Uliana- Redator-chefe da revista Liderança  cleverson@lideraonline.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *