Como Sair Do Vermelho

Não conseguir pagar os compromissos assumidos é nítido sinal de que lhe falta consciência quanto à real utilidade de seus limites de crédito. Porém, poucas situações são tão comuns em uma família brasileira quanto a dificuldade de pagar todas as contas e prestações do mês, somada ao uso frequente do cheque especial e outras dívidas, resultando em agonia e sofrimento entre os familiares.

Se é o seu caso, você fez escolhas incompatíveis com seu nível de renda. Não importa o motivo que o levou a “entrar no vermelho”. Se foi um acidente de trânsito, faltou-lhe um seguro ou uma reserva de emergências. Se foi um convite inesperado para ser padrinho de casamento, faltou constituir uma verba para esse tipo de situação. Se foi um problema de saúde, faltou contratar um seguro-saúde adequado. Se foi o desemprego, faltou investir em sua carreira.

Obviamente, acidentes acontecem, e é impossível prever todo tipo de situação que possa afetar e desequilibrar nossa vida financeira. Porém, é justamente para nos garantir contra imprevistos que existe o crédito. Quem usa e abusa de seus limites em situações cotidianas que podem ser adiadas, está esgotando sua segurança. Mas, se o leite já está derramado, não é hora de chorar, mas sim de agir para evitar o agravamento da situação.

Nunca é tarde para reverter a situação. Tudo dependerá da sua força de vontade para dar a volta por cima. A solução para sair do vermelho é decretar guerra às dívidas, tentar eliminá-las da forma mais rápida e intensa possível. Convoque a família para discutir a situação. Conversem sobre possibilidades de aumentar a renda. Utilizem a criatividade para vender coisas que não precisam para fazer um dinheirinho extra, evitem compras que não sejam extremamente necessárias e se proponham a fazer esse esforço por um período curto e determinado, por exemplo, quatro ou cinco meses.

As várias ações devem ocorrer simultaneamente, de forma intensa e, repito, por pouco tempo. Será essa a forma mais fácil de suportar o sofrimento. Fazendo sobrar dinheiro, será a hora de pagar as contas e regularizar seu nome. Só não esqueça, ao final desse desafio, de comemorar. Afinal, esse processo deve ser marcado como uma virada de página em sua vida, para não acontecer nunca mais.      Gustavo Cerbasi – www.maisdinheiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>