Comportamento Dos Líderes Gerando Confiança Nas Organizações

Conversando com um grande número de profissionais, é muito comum ouvirmos que não estão satisfeitos com a empresa em que trabalham, porém muitos não conseguem explicar por que. Este assunto sempre me intrigou, e tento buscar respostas para estas situações junto às corporações.

Recentemente o escritor James Hunter, no livro O Monge e o Executivo, tratou deste assunto quando discorreu sobre a Liderança tratada através do poder (manda quem pode, obedece que tem juízo!!!???) ou através da autoridade (convencimento através da atitude e das decisões dos líderes), com muita propriedade reforçando que os reconhecidos como líderes (pais, mães, chefes, amigos, pessoas tidas como referências) são aqueles que decidem ter atitudes coerentes e sempre a favor de melhorar o ambiente e propiciar o crescimento das pessoas à sua volta.

Tive a oportunidade de acompanhar um evento sobre as melhores empresas para se trabalhar, promovido pelo Great Place to Work, onde foi discutido este assunto, e confirmando, através da comprovação de quais são as atitudes dos líderes, claramente notadas pelos profissionais que participam destas empresas, porque se diferenciam das outras empresas.

A confiança na liderança, mais precisamente nos superiores imediatos, tem chamado a atenção nos melhores ambientes de trabalho, pela diferença que esta percepção traz aos funcionários dessas empresas e, consequentemente, em seus resultados.

E, como sabemos, a confiança não é algo que podemos comprar, é algo que se conquista através de condutas que podem ser desenvolvidas, praticadas e dominadas através das suas próprias decisões do dia-a-dia. As empresas cujos ambientes estão calçados na confiança, apresentam comportamentos únicos à todas as interfaces, sejam internas (colaboradores) ou externas (clientes e fornecedores), permeando um comportamento baseado em valores transparentes e claros em todos os níveis da empresa.

Trazendo este conceito para o dia-a-dia, o nosso comportamento é que reflete no clima da organização, tornando este ambiente um lugar melhor para se trabalhar. O exemplo que proporcionamos e as decisões que tomamos em relação ao nosso comportamento é que interferem diretamente na retenção dos profissionais e na atração de novos talentos para nossa organização, fazendo com que os profissionais sintam orgulho em vestir a camisa, estejam engajados nos mesmos propósitos, princípios e valores das empresas.

Podemos reforçar que o princípio de um bom lugar para se trabalhar está no comportamento do líder, do superior direto, da equipe diretora, e é aí que as empresas estão mais atentas, direcionando as ações através da transparência e de comportamentos de possam demonstrar que a empresa inspira confiança nas suas comunicações e ações.

A transparência no estabelecimento claro das regras e o respeito no tratamento aos seus colaboradores, sem favorecimentos e com imparcialidade, além do máximo respeito aos clientes e fornecedores, reforçam o reconhecimento de um ótimo lugar para se trabalhar.

José Floro

Sócio-diretor da Floro Gerenciamento de Carreira. Consultor de desenvolvimento pessoal e profissional com experiência de 21 anos em empresa de alta tecnologia, dirigindo, formando, treinando e desenvolvendo equipes de alta performance. Diretor de empresa multinacional de Telecomunicações atuando em Business Management. Formado em engenharia elétrica, com ênfase em eletrônica e telecomunicações pela INATEL; EMBA pela Business School São Paulo e Universidade de Toronto; Empretec pelo Sebrae.Site: http://www.floro.com.br  E-mail: jose.floro@floro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *