Confiança E Domínio – Dimensões Do Conhecimento

O conhecimento é único, mas se pode falar com toda propriedade que ele apresenta três aspectos ou dimensões. Esta trindade em suas aplicações, recebem os nomes de especulativo, operativo e afetivo, determina a capacidade de ação e reação da pessoa frente aos estímulos de todo tipo que lhe chegam. Essas três dimensões do conhecimento têm sua correspondente aplicação no impulso que se manifesta em nossa vida psíquica e que muitos denominam simplesmente ‘motivação’. É ele, esse impulso, que move o ser humano a agir para satisfazer suas necessidades de todo o tipo.

* O especulativo é o que permite à pessoa conhecer os resultados que uma ação provoca (saber que um remédio produzirá certos efeitos no organismo).
* O operativo determina a capacidade de um sujeito para realizar uma ação determinada (saber o que fazer para conseguir e tomar o remédio).
* O afetivo determina a capacidade da pessoa para avaliar os resultados da ação, isto é, para saber como vai ser afetada pelos resultados (saber como se sentirá com o efeito do remédio).

Motivação Sentida – É o impulso que sentimos e que depende do conhecimento. Este determina os resultados esperados e o atrativo desses resultados para a pessoa.
Motivação Potencial – Corresponde ao impulso que sentiríamos se o nosso conhecimento fosse perfeito, isto é, se pudéssemos conhecessem antecipadamente todos os resultados que a ação terá.
Motivação Atual – É a força que nos faz escolher uma ação concreta com base no valor de seus resultados – um valor que o conhecimento especulativo capta – embora este valor não seja atraente devido às limitações do conhecimento afetivo.

Depois de discutidos alguns aspectos sobre motivação, pensamos em algumas alternativas para o profissional desenvolver a autoconfiança e o autodomínio, assim como se manter motivado, apesar dos reveses da vida e das cobranças:
* Tenha consciência da importância da profissão que você escolheu.
* Adquira, aperfeiçoe ou desenvolva suas competências, praticando-as diariamente.
* Tenha fé em sua competência no trabalho, agindo de forma a evidenciá-la e desenvolvê-la.
* Conheça, pesquise continuamente sobre o seu trabalho.
* Fale com firmeza e convicção sobre o assunto.
* Encare com serenidade, mas com profissionalismo também, os questionamentos dos colegas, dos colaboradores, dos parceiros, dos fornecedores e dos clientes, por mais complexos ou ingênuos que possam parecer. Todos nós temos impaciências e desconfortos.
* Tenha e manifeste um espírito compreensivo e seja tolerante com as fraquezas, incertezas e dúvidas dos colegas, dos colaboradores, dos parceiros, dos fornecedores e clientes. Mantenha sempre o domínio emocional para poder manter o domínio da situação. O profissional que se irrita fácil e freqüentemente com os colegas, os colaboradores, os parceiros, os fornecedores e os clientes, perde em conceito. Pode perder os mesmos e o emprego.
* Seja realista com uma dose de otimismo e veja sempre o lado bom, do aprendizado das coisas, situações e pessoas. O otimista acredita. O pessimista reclama. O realista age.
* Organize sua vida particular de modo a evitar conflitos afetivos. Se casado, faça com que o cônjuge compreenda o valor de sua profissão e carreira, colabore para sua disposição mental e energia. Se solteiro, consiga a mesma compreensão das pessoas com quem convive e interage.
* De qualquer forma, tenha uma vida metódica e não pratique excessos que tanto debilitam o físico drenando energia, quanto o mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *