Consolidação De Mercado

Fusões e aquisições entre empresas são operações cada vez mais comuns em um mundo de capital abundante. O objetivo central de um processo de consolidação é gerar valor, expandir a área de atuação, aumentar os horizontes do empreendimento e adquirir mais poder de negociação. Essas são algumas conclusões do primeiro painel da sexta edição do CEO Summit 2007, evento realizado anualmente pelo Instituto Empreender Endeavor e que reúne os executivos de grandes empresas brasileiras.O diretor-presidente da BRMALLS, Carlos Medeiros; o presidente da CPM Braxis, Jair Ribeiro; e o presidente da JBS Friboi, Joesley Batista, responderam perguntas dos Empreendedores Endeavor e de outros participantes sobre o tema “Consolidação de Mercado”. O mediador da mesa foi Jean-Marc Etlin, vice-presidente executivo do Itaú BBA.

O painelista Joesley Batista, presidente da JBS Friboi, diz ter consolidado sua empresa à base de aquisições. A recente compra da Swift Foods & Company dos Estados Unidos ajudou a companhia a conquistar a posição de maior multinacional brasileira no setor de carnes. Ele lembra que ações como essa, apesar de alavancar a economia de escala, não possuem sucesso garantido. “A vontade de crescer não pode ser maior que a capacidade de administrar”, afirma Batista, com seu jeito simples do interior de Goiás. “A fórmula para ser bem-sucedido está na pessoa que faz o negócio dar certo, por isso, é preciso estabelecer uma visão estratégica, ter gana e apetite por risco”, diz.

A CPM Braxis segue um caminho parecido. A companhia tornou-se líder no Brasil na área de tecnologia de informação após um processo de fusão. Seu presidente, Jair Ribeiro, ressalta a importância em se fazer uma avaliação apropriada de um empreendimento antes de se decidir pela compra. “Também é importante decidir o timing certo para fechar o negócio”, aconselhou Carlos Medeiros, da BRMALLS.

Ele disse também que comprar ações minoritárias pode ser uma boa estratégia. “Essa é uma boa oportunidade de estar dentro do negócio que você quer comprar”, explica Medeiros, responsável por 36 transações em um ano. “Durante o processo de venda de ações de outros acionistas, esta será uma vantagem para termos prioridade na hora da compra”. Explica-se o interesse de crescer em mercados segmentados. “Quanto maior a empresa, maior será o poder de negociação com clientes. Isso acaba atraindo mais pessoas para o empreendimento, gerando um diferencial competitivo”, finaliza. CEO Summit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *