Dia Da Mulher, Os Direitos São Iguais?

dia-internacional-da-mulher

Melhor que um dia Internacional para as mulheres seria se fossem garantidos os direitos iguais. É curioso observar a sociedade, se alguma mulher luta ou preza pela igualdade dos sexos logo aparece alguém e a chama de feminista, acompanhado de um tom de crítica.

O feminismo por definição é a crença que homens e mulheres devem ter oportunidades e direitos iguais. Em outras palavras, a teoria da igualdade social, política e econômica entre os sexos.

“Lutar pelos direitos nada tem a ver com criticar ou odiar os homens. A grande verdade é: sejam mulheres ou homens, as mulheres antes de tudo são seres humanos e merecem ser respeitadas, amadas, terem condições dignas de vida, poderem sonhar e, sobretudo, viverem uma vida da qual se orgulhem”, destaca a Leader Coach, Cíntia Souza, da MMP Coaching.

Segundo a coach, o comportamento crítico de julgar e banalizar o direito de igualdade começa desde cedo, mesmo que não percebamos. Se no colégio uma menina é candidata a representante da turma, provavelmente, será rotulada como mandona ou coisa pior. Na sua adolescência caso entre para o time de futebol do colégio será vista como a masculinizada do grupo.

Cíntia complementa. “Quando falamos de direitos iguais não falamos apenas de trabalhos iguais para as mulheres. Se uma mulher quiser ser pedreira e tiver disposição e capacidade física para tal e se isso a satisfizer, quem vai poder dizer que ela não serve para a profissão? Se pegarmos o exemplo contrário, nos dias atuais não teríamos grandes homens como chefes de cozinha muito bem remunerados, já que a cozinha é lugar de mulher”.

A igualdade tem de começar na forma de pensar. É fundamental que se parem de seguir paradigmas e aprendam a pensar pelas próprias conclusões. Ter uma percepção mais ampla dos fatos antes de sair proliferando ideias infundadas, só porque repercutiu de determinada maneira nas redes sociais também tem grande peso.   Cíntia Souza é Leader Coach da MMP Coaching.

One Response to Dia Da Mulher, Os Direitos São Iguais?

  1. Sobre o texto, os direitos deveriam ser iguais, mas não são. Isto está mais que provado.
    Agora vou falar um pouco sobre homens e mulheres. Olha só que metida, que eu sou.
    Na minha opinião, não digo que os homens não sejam importantes. Eles são e como são,
    mas a mulher, é essencial. Os homens, se dizem espertos, mas, desculpem, nós somos
    geniais. Em esperteza, ninguém ganha. A mulher é um misto de atividades: ela é mãe, dona de casa, mulher, muitas vezes, professora, psicóloga e outras coisas. A mulher é um porto seguro. A mulher é vitoriosa.
    Vou deixar aqui um poema de Salgado Maranhão, poeta dos anos 70. Chama-se ” Quem mata a mulher,
    mata o melhor.”
    Quem mata a mulher, mata o começo, o lado oculto da luz.
    É como se alguém virasse o infinito pelo avesso.
    Quem mata a mulher, não mata apenas o que está em carne e vida.
    Mata a possibilidade do que há de vir.
    Confunde equilíbrio e força
    Mistura paixão e força
    E morre no que mata.
    Quem mata a mulher, mata o futuro.
    Interrompe a vocação das flores.
    Fecha o Ministério das Meninas e Energia.
    Amar é ter coragem de eternizar.

    Desculpe Rita, mas me empolguei. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *