Disciplina E Controle

8371

A maioria de nós foi ensinada, ao longo da vida, a manter sob controle suas reações naturais, espontâneas. Assim, crescemos acostumados a incorporar a repressão e o controle como um requisito básico para se dar bem na vida. E, aos poucos, vamos aceitando isto como natural.

Disciplina -palavra utilizada para definir como devemos agir para nos adequar às exigências do mundo- é, na verdade, nada mais nada menos que controle.

A verdadeira disciplina consiste na ação consciente para obter algo que nos é valioso, como o crescimento espiritual, por exemplo. Para alcançá-lo torna-se imprescindível seguir alguns passos, que nos levarão ao encontro do nosso verdadeiro ser.

A meditação é o caminho que exige certa dose de disciplina, para que seja vivenciada de modo pleno. O controle, ao contrário, tem como raiz, o medo.

Ele nos mantém presos a padrões pré-definidos, aos quais tentamos de todas as maneiras nos adaptar, ainda que sejam contrários ao que nossa essência deseja.

Saber diferenciar um do outro é o que nos fará verdadeiramente livres, pois ao escolher o caminho da disciplina, estaremos optando, pela liberdade de ser quem realmente somos, sem qualquer medo ou resistência.

…”Se, de alguma forma, você tem a ideia errada -para reprimir a si mesmo- então, você vai se tornar muito controlado, mas depois você vai ser frio.

Então, você vai se tornar cada vez mais indiferente, individual, não-solidário, sem amor. Você vai cometer quase um suicídio. Você vai estar vivo, no mínimo. Você pode ser chamado apenas “assim-assim” vivo. Você não vai estar queimando de ambos os lados – sua chama vai ser muito fraca… Muita fumaça vai estar lá e quase nenhuma luz.

…Pessoas controladas são sempre nervosas, porque no fundo o tumulto está por baixo, ainda escondido. Se você está descontrolado, fluindo, vivo, então, você não está nervoso – não há razão de estar nervoso. Tudo o que acontece, acontece. Você não tem expectativas com o futuro… Então, por que você deveria estar nervoso?

…Para controlar, a mente tem de continuar assim fria e congelada, nenhuma energia vital pode se mover em seus membros, em seu corpo… É por isso que as pessoas aprenderam a ser frias, como tocar os outros e ainda não tocá-los, a forma de ver as pessoas e ainda não vê-las.

As pessoas vivem com clichês – “Alô, como você está? ‘ Ninguém quer dizer nada. Estes são apenas para evitar o verdadeiro encontro de duas pessoas. As pessoas não olham nos olhos uns dos outros, eles não se dão as mãos, eles não tentam sentir a energia do outro….

Um homem de meditação aprende a ser cheio de energia, no máximo, o melhor. Ele vive no auge, ele faz sua morada no pico. Certamente ele tem um calor… mas não é febril, ele só mostra a vida.

…Ele está tão feliz, que ele não está mais buscando alguma felicidade. Ele está tão à vontade, ele está tão em casa, ele não vai a lugar nenhum, ele não está em execução e perseguindo…

Se, por suas meditações você está se tornando frio – deve ficar atento. Se a sua meditação está tornando-o mais quente, mais amoroso, mais fluente – bom, você está no caminho certo. Se você está se tornando menos amoroso, se a sua compaixão está desaparecendo e uma apatia está se instalando dentro de você -, então quanto mais cedo você mudar a sua direção, melhor”.  Osho – Dang Dang Doko Dang    Elisabeth Cavalcante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *