Escolha Sua Escada E Suba

a

Você saberia me responder, para que é que serve uma escada?

A resposta mais óbvia e esperada aqui é: Para SUBIR! Resposta com a qual eu concordo em partes.

Em partes?

Sim!

Pois serve também para descer. Aliás, a mesma escada tem as duas funções: Subir ou descer. Depende do que você está buscando ou em que parte delas se encontra.

Mas, parece que para a maioria, intuitivamente uma escada serve para subir. Para alcançar o que está acima do seu alcance natural ou da sua estatura.

Por exemplo, para colher as melhores frutas duma arvore, usa-se uma escada para alcançar, aqueles frutos que naturalmente parecem mais bonitos e deliciosos. O que na realidade são. Por que estão mais expostos à luz do sol.

Assim é inevitável, que sejam feitas comparações, quando se fala de escadas, com coisas a serem alcançadas no alto.

Se neste instante, você está se perguntando sobre o porquê, deste assunto da escada, eu respondo!

Estou usando a escada como uma metáfora para mostrar progresso ou retrocesso na evolução espiritual e no crescimento pessoal.

Por isso que lhe digo: a mesma escada que lhe permite subir, também serve para você descer. Quem chegou a um lugar alto, mas não tem competência ou merecimento para lá permanecer, acabará descendo pela mesma escada em que subiu.

Nessa comparação com a vida, podem ser encontrados diversos tipos e formatos de escadas, compostas dos mais diversos materiais e para as mais diversas finalidades.

No processo evolutivo, a escada que é oferecida para subir é a escada da sabedoria, dos estudos, do esforço próprio, da bondade, da compaixão, do amor ao próximo e da humildade.

Enfim, essas escadas podem ter tantos quantos materiais desejar, como também o número infinito de degraus a serem escalados.

Porém, para subi-la, é necessário que tenha atitudes, que vislumbre no alto, um sonho a ser alcançado.

Outras forças que proporcionam subir nesta escada da vida é a forma como trata dos seus semelhantes.

Quer dizer: Jamais deve usar os outros seres humanos como degraus em sua subida, que eles podem sim, ser ótimas companhias, podem lhe estimular a continuar.

Com certeza, também encontrará pessoas descendo, que queiram lhe desestimular, fazer você desistir da subida.

Se aceitar uma opinião contrária aos seus objetivos na vida, estará transferindo a elas o direito de escolher por você, não podendo depois acusá-las de sua escolha “errada”.

Isso requer um cuidado especial, que é de não construir as escadas da sua vida com matéria ruim e também de usá-la para alcançar objetivos ruins. Por que se fizer isso, poderá até subir. Mas da mesma foram que subir, acabará por ela mesma descendo.

Se você encontrar alguém descendo por uma escada pela qual você escolheu subir, cabe a você mostrar que ela poderá parar descansar o tempo necessário e retomar a subida. Quando alguém, que encontrar nessa escada da vida precisar, pode fazer-lhe companhia, até que tenha coragem para reiniciar esta subida.

Agora imagine para onde a sua escada levará você hoje!

O que você imagina alcançar quando chegar lá em cima, no topo da mesma? Sigmar Sabin – Professor e Aprendiz da vida – sigmarsabin@bomdiahoje.com.br

One Response to Escolha Sua Escada E Suba

  1. Grande Profa rita!!!

    Desejo-lhe boas férias e mais uma vez, agradeço os textos…idéias…pensamentos…reflexões oferecidas…que recebo de você!!!

    E eu uso, nas minhas palestras quando estou falando sobre a “Resposta às Mudanças”, especificamente, as indesejáveis e na última fase a da ADAPTAÇÃO…eu a comparo com uma “escada” e eu digo que é a última fase e á mais madura mais plena e seu topo é a felicidade total que é a nossa busca contínua e o fazemos através de nossa capacidade de lidar com nosos erros e aprender com eles e evoluir sempre.

    E subo um degrau depois de muita aprendizagem e cometo um erro (por ser humana) e desço dois degraus!!! E tenho que ser humilde o bastante, para reconhecer meu erro e poder aprender com ele e assim subo mais dois e assim por diante!!!

    E agradeço seu texto é oportunidade de aprendermos hoje e sempre!

    Grande abraço,

    Lilian Cury

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *