Estratégias Do Pensamento

Os sistemas de convicções representam a forma pela qual você aprendeu a encarar o mundo, suas experiências e a si. O significado que você dá a um evento, a importância que ele tem para você e as imagens que ele evoca são determinados pelo seu sistema de convicções. Suas crenças e valores pessoais são formados a partir de experiências da infância e confirmadas ou modificadas pelas experiências posteriores, que você terá ao longo da vida.

As psicólogas Susan Tanner e Jillian Ball também abordam esse tema dando alguns exemplos de sistemas de convicções:

– “Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você.”

– “Para tudo há um objetivo.”

Elas explicam que os sistemas de convicções podem ser negativos: “Não tenho controle sobre o que me acontece” ou positivos: “O mundo é, basicamente, um bom lugar”. Sem que você esteja necessariamente ciente do fato, essas crenças fazem com que você fique atento a certas informações e descarte outras. A pessoa que acredita que tem pouco controle sobre o que acontece tem maior probabilidade de se concentrar e relembrar fatos que confirmam essa convicção. Por outro lado, a pessoa que adota uma atitude positiva estará atenta a experiências positivas e, muitas vezes, descartará as desagradáveis.

Por isso, procure por crenças úteis e que lhe permitam ter flexibilidade para julgar e aceitar que todos cometem erros de vez em quando. Elas o ajudam a respeitar-se e conservar sua auto-estima.

Motive-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *