Eu Adoro As Crises

Estive mais uma vez fazendo dobradinha com o renomado escritor e conferencista Gustavo Cerbasi em um evento cujo nome foi: Crise!? Assuma o Comando. Gustavo, obviamente, falou com toda a técnica e propriedade sobre independência financeira, e eu ensinei a estabelecer metas e objetivos com o uso da PNL. O primeiro choque das pessoas foi quando eu e Gustavo dissemos que gostamos de crise e as esperamos ansiosos a cada quatro anos. Como você pode imaginar, polêmicas foram geradas e, desde então, tenho recebido e-mails pedindo mais explicações de como uma crise pode ser boa e proveitosa. E, aqui neste texto, darei duas dicas e explicações de como transformar qualquer crise em um momento de crescimento e ganhos.

A primeira coisa a fazer é dar um novo significado e compreensão à palavra crise. Na verdade, crise é um momento de grandes mudanças que pega a maioria das pessoas desprevenidas. Crise é um momento de mudança de paradigmas, comportamentos e valores. Vejamos os Estados Unidos, um país que era completamente consumista, no qual o endividamento familiar era extremo, e que sempre se baseou no consumo e prazer imediato. E, agora, com todas essas mudanças, o americano está poupando muito mais, deixando de consumir o supérfluo, administrando melhor suas finanças, eliminando as prestações e acompanhando o orçamento familiar. Crise é isso mesmo. É mudança no estilo de vida, mudança nas regras do jogo. E é justamente nessas horas de mudança que surgem as grandes oportunidades, é nesse momento que o dinheiro e o poder m udam de mão.

É nesse momento que grandes empresas terceirizam etapas produtivas com seus melhores funcionários, que companhias desorganizadas e ineficientes saem do mercado abrindo espaço para as pequenas e ágeis empresas. Foi devido a esse turbilhão de mudanças que adiei a compra do meu carro 4×4 em novembro e o comprei agora por 20% a menos. Devido a essas mudanças, que insistem em chamar de crise, que estou indo com toda a minha família para a Disney pagando a metade do preço.

Como é que podem chamar esse momento de crise? Quando pessoas insistem em falar que estamos vivendo um momento de crise, eu pergunto: “Crise para quem?”. É importante dizer que crise alguma aparece repentinamente. Essa “crise” mundial começou a mostrar sua cara ao mundo de forma muito clara ainda em janeiro de 2008. E o que as pessoas fizeram? O que as famílias fizeram? Como as pessoas se prepararam? Talvez, os brasileiros tenham acreditado em um sujeito que disse que chegaria aqui apenas as marolas e, por isso, não fizeram nada.

Veja bem, o primeiro foco deste texto foi dar um novo significado à palavra crise. O segundo é o planejamento por meio de metas e objetivos. Quando os ares de crise surgiram, as pessoas planejadas e com objetivos se prepararam. Particularmente, quando percebi a crise, vendi 85% de minhas ações na bolsa, quitei um apartamento que comprei para investir e o vendi na alta, ficando com mais esse aporte financeiro. Coisas como essas só acontecem com pessoas que possuem metas e objetivos financeiros, profissionais e de vida.

Crise se torna uma grande oportunidade para pessoas que sabem aonde querem chegar, que dedicam tempo para desenhar seu futuro e abdicam do prazer momentâneo pelo prazer do futuro. Resumindo: crise é um momento de mudanças profundas em todas as áreas da sociedade e que vai beneficiar aqueles poucos que possuem metas e objetivos claros alicerçados por um planejamento. Se você faz parte da maioria que não se preparou para esse momento e está tendo perdas, não se desespere, pois outras “crises” virão e você poderá ter grandes vantagens e ganhos.    Paulo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *