Fale E Seja Ouvido

Cursos de oratória podem ajudar em entrevistas ou em apresentações. Será que você precisa fazer um desses?

Você precisa fazer a apresentação de um projeto. Domina o conteúdo, pesquisou todos os itens, está preparado para qualquer tipo de pergunta que os diretores da empresa possam fazer. Se tudo correr bem, contará pontos para sua carreira e sua apresentação será mencionada como a que ilustrou uma proposta inovadora. Se as coisas não saírem como o planejado, no entanto, você será lembrado pelos piores adjetivos e talvez tenha que dizer adeus àquela tão sonhada promoção.

Para evitar um tropeço como esse, muitos profissionais recorrem aos chamados cursos de oratória, que prometem ajudá-los a falar bem em público. O objetivo é entreter a platéia e transmitir a mensagem de forma eficaz.

Aperfeiçoar a oratória, ao contrário do que muitos pensam, não deve ser uma preocupação apenas de políticos ou diretores de grandes empresas, acostumados a realizar discursos para grandes platéias. Todos os profissionais que precisam expor suas idéias a grupos de colegas de trabalho, clientes ou parceiros podem se beneficiar com essas técnicas.

O professor Fernando Pereira, diretor do Instituto Fale Bem, de São Paulo, acredita que até aquelas pessoas consideradas extrovertidas conseguem aprimorar a comunicação oral por meio de um curso de oratória. “Mesmo desinibidas, elas têm cacoetes, repetem muitas vezes um mesmo termo. Com técnica, é possível lapidar o que é um talento inato”, diz.

Para Letícia Cabral, consultora do Senac-SP e coordenadora do curso Como Falar em Público, nenhum aluno termina o treinamento da mesma forma que começou. Ela, que também é psicóloga, conta que o medo de falar em público, depois do medo da morte e do medo de avião, é o que mais aflige muitas pessoas. “Geralmente, o receio de não agradar paralisa. Além de aprender a se comunicar, ele passa a se conhecer melhor e a se sentir mais seguro.”

Focada em comunicação empresarial, Letícia acredita que não falar bem em público, no ambiente corporativo, tem o poder de atravancar a carreira. “Se você fez todo o trabalho e deu para outra pessoa apresentar o resultado. Quem acha que vão pensar que fez tudo?”, questiona. No Senac, os alunos têm suas apresentações filmadas para poderem observar o desempenho e corrigir os deslizes.

Muito procurados por profissionais de Vendas, Marketing, Direito, Comunicação, entre outros, os cursos de oratória também têm conquistado a simpatia de estudantes. “Eles vêm em busca de técnicas para apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ou até mesmo para aprender a se posicionar numa entrevista de estágio ou dinâmica de grupo”.        Andreza Emília Marino

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *