Frente A Um Problema

problemas

Ah! Problemas, problemas, problemas… O que é um problema? Na minha perspectiva, problema é simplesmente uma dificuldade na obtenção de um determinado objetivo. Dificuldade essa que depende única e exclusivamente da forma como você a encara.

Então, o verdadeiro problema geralmente é a historinha que você conta a si mesmo sobre a dificuldade e não ela em si. Na realidade, dificuldades são fatos, e não existem fatos dramáticos, o que existe são dramatizações de fatos. Isso mesmo, a forma e o tamanho de seus problemas somente dependem da sua percepção, de como você vê o problema. É isso que dispara o seu diálogo interno e você ouve um monte de coisas de si mesmo e traz todo o sentimento envolvido na situação. Em frente a um “problema” vale a pena lançar mão de algumas perguntas e atitudes que podem ajudá-lo.

Na situação “problema” em que você se sente perdido e sem direção, pergunte-se: “Estou indo em direção ao que desejo ou me afastando do que não quero?” Tendemos normalmente a perceber a situação somente de uma dessas perspectivas e pode ser muito mais útil olhar pelas duas, responda: “O que você quer?”, “O que você não quer nessa situação?”

Quando responder a essas perguntas, estabeleça uma meta; uma direção a seguir; um destino a ser alcançado, pois sem isso você poderá chegar a qualquer lugar e na maior parte das vezes chegar aonde não quer.

Na situação “problema” se sentir-se sem motivação pergunte-se: “O que ganho se resolver o problema?”, “O que perco se não resolver o problema?” Avalie, coloque na balança e depois faça a si mesmo uma nova pergunta: “Por que é importante resolver essa situação?” Se não fosse importante resolver, não seria um problema, então, quais os motivos que me movem a resolver isso?

Na situação “problema” se sentir-se inseguro se pergunte: “Estou sendo otimista ou pessimista?” Segundo o Dicionário Aurélio, pessimismo é a “disposição de espírito que leva o indivíduo a encarar tudo pelo lado negativo, a esperar de tudo o pior”. Isso é, se esse cara ganhar na Mega-Sena sozinho vai reclamar que tem muito dinheiro. Tudo tem no mínimo dois lados e se você olhar só para o lado ruim das coisas, essa será sua vida.

Então, o que é mais útil para você, ser otimista ou pessimista? Escolha, pois é aí que mora o seu livre arbítrio. Se existe a possibilidade de encarar as coisas pelo seu lado positivo, ser pessimista é uma escolha ou a falta dela.

Na situação “problema” se sentir-se com dó de si mesmo, pergunte-se: “Estou lidando com a situação como vítima ou protagonista?” São muitos que vivem com a síndrome do “C.D.M.”, isto é, “Coitadinho de Mim”, são vítimas de si mesmos e não percebem.

Somos responsáveis por nossas vidas, nossas escolhas do passado nos colocaram onde estamos hoje, nossas escolhas de hoje determinarão onde estaremos no futuro. Aí muitos dizem: “Ah! Mas eu não escolhi…” Pois bem, a omissão também é uma escolha, uma vez que você se omitiu a escolher, na verdade, escolheu ter qualquer resultado, entregou sua vida aos ventos.

Então, desejo de coração que você escolha ser o protagonista de sua história, ser o personagem principal da narrativa de sua vida. Que na situação “problema”, seja ela qual for, decida estabelecer uma meta, motive-se, seja otimista e seja o protagonista de sua vida. A verdadeira solução está em você e começa por você.

Muito sucesso e prosperidade em sua vida! Isso só depende de você.

Flávio Souza é Trainer Coach da Você Vencedor Soluções Empresariais, formador de coaches da International Coaching Community (ICC – Inglaterra), conferencista Internacional, especialista em Programação Neolinguística e referência em coaching executivo e de equipes no Brasil -flaviosouza@vocevencedor.com.br – www.vocevencedor.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *