Individualidade

Imagem 111

Quais são nossos reais desejos e do que necessitamos para ser verdadeiramente felizes.

Uma das questões mais desafiadoras nos relacionamentos humanos, sejam eles de que

tipo for, é manter a própria individualidade. Desde cedo, aprendemos que a aprovação alheia está sempre relacionada ao nosso comportamento, ou seja, quando agimos de acordo com as regras estabelecidas pelo mundo exterior.

Aos poucos, essa regra se torna tão automatizada, que vamos perdendo a referência de quem realmente somos, qua

Na maior parte do tempo, baseamos nossas escolhas não no que desejamos de fato, mas no que os outros esperam de nós. E aí é que começam nossos problemas.

Ocorre que, satisfazer as expectativas alheias o tempo todo, é uma tarefa impossível, pois os demais seres humanos também se apoiam em suas carências e dificuldades para se relacionar conosco. E, assim, prosseguimos num jogo de faz-de-conta, onde cada um espera que o outro preencha todas as suas necessidades.

Os conflitos nas relações têm, em sua grande maioria, sua raiz nas expectativas irreais que todos cultivam a respeito do outro. Viver nossa individualidade em toda a sua plenitude exige uma grande coragem, que é a de assumir a própria verdade, ainda que esta contrarie os desejos alheios.

Aprender a lidar com a frustração, quando a nossa expectativa não é preenchida pela outra pessoa, também é algo bastante difícil. A saída é manter os pés na realidade, ou seja, aceitar que nem sempre teremos nossas expectativas realizadas, assim como não precisamos corresponder, o tempo todo, ao que esperam de nós.

A verdadeira sabedoria consiste em abandonar as expectativas, e aceitar com serenidade o que quer que a vida nos apresente. Assim, estaremos vivenciando a autêntica liberdade, sem angústias ou sofrimentos desnecessários.

” O que quer que você faça, você estará errado – porque você estará indo contra os desejos de alguém, as idéias de alguém. É muito difícil agradar a todos – e se você continuar tentando agradar a todos, você vai estar simplesmente desperdiçando sua vida.

…Pare de satisfazer as expectativas dos outros – porque essa é a única maneira de você cometer suicídio. Você não está aqui para satisfazer as expectativas de ninguém e ninguém está aqui para satisfazer as suas expectativas. Nunca se torne uma vítima das expectativas dos outros, e não faça ninguém vítima de suas expectativas.

Isto é o que eu chamo de individualidade. Respeite sua própria individualidade e respeite a individualidade dos outros. Nunca interfira na vida de ninguém e não permita que ninguém interfira em sua vida. Só então um dia você poderá crescer na espiritualidade.

…É assim que muitas pessoas enlouqueceram. E quando eu estou dizendo que muitas pessoas têm enlouquecido, não faça uma exceção de si mesmo. Você tem estado louco, cumprindo as expectativas de todos…

Tudo o que fizer, eles vão encontrar maneiras de ser infelizes com você porque não podem ser felizes… A felicidade é uma arte que se tem que aprender. Ela não tem nada a ver com o seu fazer ou não fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *