Mais criatividade e rapidez no aprendizado

Risadas, brincadeiras e um bom senso de humor melhoram a capacidade de aprendizado: aprende-se mais rápido e fica mais fácil lembrar depois. Em um de meus workshops, “Aprendizado Quântico” (Quantum Learning), os participantes aprendem a ler com uma velocidade “astronômica”. É preciso ter a fé de uma criança brincalhona para dominar a técnica da assimilação de informações extremamente rápida. Os participantes são estimulados a lembrar como fizeram para entender o mundo, da primeira infância até a época da pré-escola. Deixando aflorar a curiosidade e os recursos naturalmente alegres de sua “criança interior”, aprendem a ler um livro em minutos ou horas em vez de dias.

A diferença é que as crianças usam tanto o corpo como a mente para aprender sobre o ambiente em sua volta. Experimentam tudo, colocam os objetos na boca, chegam, investigam se eles produzem ruídos usam, enfim, todos os orifícios disponíveis no corpo. São um sistema de aprendizado de corpo inteiro fazendo pesquisas criativas.

Depois de passar algum tempo em um sistema organizado de educação, grande parte dessa pesquisa criativas se perde. O aprendizado fica restrito a poucas áreas do cérebro e se torna compartimentalizado e linear. Na idade adulta as pessoas se convencem de que não são mais criativas e oferecem poucas opções para solucionar problemas. Perderam aquele forte sentimento de empowerment. É essa atitude que levam para o trabalho que realizam. É a mesma atitude que torna o trabalho enfadonho, um lugar de onde se quer fugir para ter diversão.

Frasier Morrison, diretor do Mortison Construction Group, foi um dos empresários premiados pelo Scottish Business Achievenwnt Award Trust nos últimos anos. Quando lhe perguntaram a que atribuía o sucesso da empresa, declarou: “Ao nosso fantástico espírito de equipe”. O primeiro fator que Morrison mencionou corno contribuição ao espírito de equipe foi o senso de humor. Referiu-se a uma tira de quadrinhos em particular como fonte de inspiração dos grupos e prosseguiu: “Usamos a arte de forma intensa para transmitir mensagens por toda a empresa e temos um livro completo de tiras de quadrinhos que é distribuído por nosso programa de gestão da qualidade”.

Como ter mais alegria no trabalho?

Pense na alegria que você tinha quando criança e procure essa sensação no ambiente de trabalho e em todos os outros aspectos da vida. Talvez seja apenas necessário pendurar na parede suas tiras de quadrinhos favoritas, fotografias engraçadas (não deixe de pôr uma foto sua), citações engraçadas ou qualquer coisa que estimule sua veia cômica. Compre um maço de flores (no supermercado mesmo) e enfeite sua mesa. Use uma roupa “especial” na próxima reunião de trabalho, nem que seja roupa de baixo colorida sob o terno ou vestido sóbrios. Abra a próxima reunião com uma “rodada de piadas” e, antes de sair de casa pela manhã, dance de pijama na frente do espelho para começar o dia sorrindo.

Encha sua vida de cuidados para mostrar a imagem que você faz de si mesmo. Decore seu ambiente com itens que estimulem todos os seus sentidos. Convide a sua “criança interior” a criar maneiras estimulantes de dar alegria a seu trabalho e faça com que o fator humor esteja presente em cada tarefa que realizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *