Manias na Empresa- Cuidado Para Não Ficar Mal Visto Entre os Colegas de Trabalho

No ambiente de trabalho, saber viver em grupo é fundamental
para quem quer se destacar.

Mas, se você só consegue pensar em eficiência, desempenho, carisma etc, está equivocado.

Viver em grupo significa também ter uma “noção” do que pode incomodar as pessoas ao seu lado. Afinal, como você, todos precisam se concentrar,
desenvolver um bom trabalho com condições para isso. Pensando assim,
coloque a mão na consciência e diga: o que pode irritar no trabalho?

Celular: você “ama” seu ringtone?

A tecnologia oferece recursos bastante atraentes e fica difícil resistir, certo? Mas isso não significa que, no trabalho, seus colegas devam adorar aquele toque “especial” do seu celular, que dispara quando você está distante da sua mesa.

Além de tirar a concentração dos colegas ao lado, a música insistente continua por um bom tempo. E quem está por perto: atende? Desliga?)

A conversa é sua…

Problemas pessoais? Que tal ausentar-se alguns minutos da sua mesa para tentar resolvê-los por telefone, onde possa conversar sem ser inconveniente.

Torna-se bastante desagradável, no clima silencioso e concentrado do escritório, perceber aquela discussão acalorada e fingir que nada está acontecendo. Controle seus ânimos: a pessoa do outro lado da linha pode estar em um ambiente onde possa soltar o verbo… mas você, não!

Empolgação excessiva?

Ter colegas animados é sempre bom: descontraem o ambiente e tornam os problemas menos pesados. Mas, como tudo em exagero é prejudicial, aquele
funcionário altamente empolgado, que vive rindo de tudo, falando alto e brincando até com a desgraça alheia não conquista muita simpatia no
local de trabalho.

Por outro lado, quem já chega no escritório perguntando “Bom dia por quê?” também não conquistará muitos amigos. Afinal, são mais de oito horas dividindo o mesmo ambiente. É preciso ter bom senso!

O ambiente não é só seu.

Suponha que você divide sua mesa com um outro colega que trabalha no turno da noite. Acha justo deixar sua mesa repleta de objetos pessoais
ou “amuletos” do seu time de futebol? A idéia é respeitar o espaço, que não é só seu.

Da mesma forma, muito cuidado com perfumes fortes ou com aquela mania de manter sempre em sua mesa um incenso aceso para purificar o ambiente. Você gosta do cheiro, outros nem tanto!

Segure a curiosidade.

E tem algo mais chato do que aquele amigo xereta que tem necessidade de saber tudo o que está sendo discutido na mesa ao lado? Você conversa com
um colega sobre os problemas ou pendências de determinado projeto, e lá vem ele: “quê?” “Do que estão falando?” “O que aconteceu?”

Pior ainda, se alguém lhe pergunta algo e algum desavisado ao lado já sai respondendo na frente.

“Tiques”

Resfriado? A dica parece básica demais, porém necessária. Deixe uma caixa de lenços à mão, caso contrário, estará sempre sibilando (absorvendo pelo nariz). Gosta de ler o que escreve ou mesmo falar sozinho? Os outros não precisam ouvir seus pensamentos. Controle-se!

Batucada na mesa? Pulseiras batendo insistentemente na mesa enquanto digita? Cantarolar enquanto trabalha? Ficar se mexendo na cadeira
giratória enquanto conversa durante a reunião? Usar a calculadora com aquela musiquinha irritante ligada…

Cuidado! Suas pequenas manias podem prejudicar sua imagem na empresa. Controle-se e capriche. Se cada um fizer sua parte, a convivência no
trabalho se torna muito mais agradável. Para quem acha tudo isso um detalhe… talvez ainda não tenha passado pela experiência ou não percebeu ainda seus próprios tiques.      Autor Desconhecido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *