Medo da Falta!

Hoje em dia as pessoas vivem reféns do medo.

É medo da falta de dinheiro, da falta de companhia, da falta de amigos, da falta dos parentes mais próximos, da perda do emprego de anos… e muitas vezes da falta de conseguir um novo amor!

Na realidade, fica o seguinte: será que nos falta apenas o equilíbrio pessoal? Somente quando admitimos e aceitamos o lado negativo em nós é que podemos nos libertar e transformar essa energia complicada.

No entanto, muitos dos acontecimentos que ocorrem em nossas vidas são fonte de constante aprimoração de nosso crescimento espiritual, portanto, quando percebemos e admitimos isso, tudo passa e se transforma, sem que vire um bloqueio energético.

Quando por fim nos descobrirmos como pessoas inteiras, ao iniciarmos nossa verdadeira missão aqui na Terra, estaremos entrando em contato com o nosso eu mais profundo e quando isso ocorre tudo o que está à nossa volta deixa de ser visto como uma ameaça. Incorporaremos -ou recuperaremos-, a confiança em um amanhã repleto de tudo o que necessitamos e não precisaremos ter medo de nada.

Uma coisa importante, que também ocorre nesse processo de transformação, é a aceitação das imperfeições alheias, sem mais críticas nem julgamentos, aprendendo desta forma a conviver harmoniosamente com as outras pessoas, buscando sempre fazer o nosso melhor.

O estado de equilíbrio pleno almejado nos traz uma paz e alegria que modificam pra melhor cada momento vivido, eliminando de vez os aspectos negativos de nossas vidas. Cada instante se transmuta em possibilidades de um amanhã cada vez melhor.

Nesse exato momento, pode estar havendo em sua vida uma dissonância entre espírito e matéria, ou seja, seu espírito quer para você uma nova condição de vida que lhe traga paz, alegria e realização, mas o seu lado material hoje, da forma como vive, não lhe permite isso e de alguma forma lhe será demonstrado que essa situação não é para você! Isso virá de maneira clara causando os seguintes sintomas: insatisfação pessoal, angústia, sensação de estar no lugar errado e com as pessoas erradas, sensação de lutar intensamente para modificar uma situação e não conseguir…

O que fica de tudo isso, que seu espírito está tentando lhe mostrar, é que essa não é a vida desejável para você e a insatisfação pessoal, percebida pela grande maioria na forma de medo, nos faz retornar ao nosso eu mais profundo para tentar entender o que há por trás de tudo isso.

Quando há a plena comunhão entre espírito e matéria, o que sentimos é alegria, felicidade profunda e realização plena. (…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *