Não Basta Ser Bom, é Preciso Ter Excelência Profissional

Não resta dúvida alguma que, seja nos períodos de crise ou de abundância de oferta de trabalho, somente conquistam oportunidades no mercado os profissionais que atendam ou mesmo superem às suas crescentes exigências e que, além disto, se destaquem entre os demais. No aspecto da formação profissional, com o aumento das ofertas de cursos e outras formas de desenvolvimento, a seleção do mercado tem sido maior.
Para cargos que tinham como requisito de escolaridade apenas o Ensino Fundamental, agora é exigido o Ensino Médio. Para outros, enquanto antes se exigia a conclusão de curso superior, hoje é comum exigir-se especialização, MBA e muitos cursos complementares.
Experiências e habilidades antes não solicitadas são atualmente condições indispensáveis. Os profissionais de visão, preocupados e sabendo da necessidade de evoluírem continuamente passaram a buscar a EXCELÊNCIA PROFISSIONAL, que não significa apenas serem muito bons nas suas atividades de profissão, mas estar entre os melhores, até mesmo superar as expectativas das empresas e alcançar a posição de melhor dos melhores.
O profissional que quer garantir a sua empregabilidade e perspectivas de crescimento não pode se contentar em ser apenas bom: deve almejar ser o melhor e efetivamente lutar para alcançar o topo. E para se chegar à excelência, fundamentalmente é preciso:
– Ter objetivos bem claros e definidos, bem como energia e disposição para chegar lá e estar efetivamente agindo para tal.
– Conhecer os requisitos da atividade onde pretende atuar e da posição aonde quer chegar.
– Considerando esses requisitos deve montar os seus próprios, que deverão superar com folga os definidos pelo mercado para que possa estar no topo.
– Elaborar um plano de desenvolvimento profissional contínuo, investindo no seu autodesenvolvimento, que deverá contemplar não apenas o objetivo de ser bom, mas de ser o melhor.
– Formatar um plano de desenvolvimento da vida pessoal na busca das boas relações familiares e de amizade, saúde, esportes, lazer e bem-estar espiritual, porque o crescimento profissional caminha junto com o pessoal e espiritual.
– Estabelecer um sistema de marketing pessoal na empresa onde você trabalha ou no mercado, com o fortalecimento de sua rede de relacionamentos (“network”), investir na aparência, postura e projeção da sua imagem profissional (que deverá incluir ética e excelência nos resultados dos trabalhos realizados), além do aumento da visibilidade (conhecimento de você e de suas habilidades).
– Administrar efetivamente o seu tempo, para que ele seja utilizado adequadamente e auxilie na geração de maior produtividade e qualidade do trabalho e de vida no mesmo tempo disponível.
– Desenvolver sua capacidade de trabalhar em equipe e formar parcerias para melhorar ainda mais as suas condições de trabalho e obtenção de parceiros e aliados profissionais.
– Aumentar e consolidar a sua capacidade de comunicação, seja como emissor ou receptor, especialmente quando precisar de gerar mensagens através da verbalização e na capacidade de observância do feedback dos clientes interno e externo para corrigir seus erros e melhorar seus pontos fortes.
– Praticar a automotivação continuamente, encontrando os motivos que o levem a agir e trabalhar intensamente, não apenas em função das fontes externas (busca de emprego, promoções, prêmios etc), mas nele mesmo, nos seus fatores internos, gerando “combustível” extra, mesmo quando os fatores externos não estiverem presentes.
– Ter comprometimento, que significa responsabilidade e envolvimento no que faz. Diferentemente do que muitos dizem, o profissional não trabalha para a empresa; mas para ele mesmo, pois tudo que faz retornará como reconhecimento da capacidade e como auto-satisfação e sentimento de realização do dever cumprido e feito da melhor forma, independentemente se a remuneração recebida não é aquela esperada.
– Ser proativo, no sentido de aproveitar as oportunidades que normalmente estaria lhe passando “ao largo”.
É preciso que cada um pare e reflita no rumo que está dando na sua vida profissional, se o caminho que está sendo trilhado o está levando para onde quer efetivamente chegar e se há alguma correção de rota a ser feita. Refletir se este rumo vai levar à EXCELÊNCIA PROFISSIONAL, porque hoje para se manter firme no mercado é aí que precisamos de fato chegar.
Cada um deve buscar ser o melhor e isto vale para todos na empresa, em qualquer nível hierárquico. Cada um deve pensar sempre: “Se eu sou apenas uma planta simples no jardim, por menor que seja, deverei ser a melhor. Isso porque mesmo que existam muitas rosas, se eu for a planta mais viçosa, serei destaque e certamente a escolhida”.Flávio Martins da Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *