Não suponha! Pergunte!

Por mais que a grande maioria das pessoas já tenha ouvido falar sobre a importância da comunicação nos relacionamentos, especialmente nos amorosos, ainda é impressionante constatar como pequenos enganos podem provocar desastres e estragos, dores e insatisfações entre os casais. O modo como falam um com o outro, o tom de voz que usam, as acusações e críticas, enfim, bastaria um pouco mais de consciência e observação para que a qualidade das conversas melhorasse dia a dia e os resultados surpreendessem a todos! Sim, a comunicação cuidadosa é realmente poderosa!

Mas, muito pior do que a comunicação inadequada, grosseira e inconsciente, é a ausência dela! Por mais inacreditável que pareça, existem casais que simplesmente não se comunicam. Ou melhor, eles se falam, mas não sobre o que estão sentindo, não sobre o que os incomodam, não sobre seus verdadeiros desejos, planos e dificuldades.

Falam sobre contas, filhos, problemas familiares, insatisfações profissionais, limitações financeiras, entre outros temas de ordens práticas e cotidianas. Mas simplesmente travam quando o assunto seria sobre emoções, medos e inseguranças. Até mesmo sobre sexo, a maioria pouco consegue se abrir e dizer o que realmente pensa e quer.

E assim, a partir desse cenário, passam a supor. Isso mesmo! Um começa a supor o que o outro pensa, sente e quer! Supõem, inclusive, sobre o prazer ou o desprazer do outro. E quem supõe, em geral, equivoca-se! Supõe errado! Engana-se! Simplesmente porque suposições são construídas a partir de crenças e valores pessoais e a ideia, na comunicação, é que um compreenda o outro a partir das crenças e valores do outro e não de suas próprias.

Senão, estaríamos falando de uma pessoa tentando fazer a outra feliz acreditando que felicidade seja aquilo que ela supõe como certa! Errado! A felicidade da pessoa que você ama só pode ser suposta por ela mesma! Nunca por você! Portanto, é preciso ouvir o que ela tem a dizer para que o objetivo do amor seja alcançado! Veja bem: ouvir, nunca supor!

Um número enorme de casais tem desistido de seus relacionamentos simplesmente porque se cansaram de supor e errar. Sem se darem conta de que o erro é justamente esse – supor – acham que fizeram tudo o que podiam, que deram o seu melhor, mas não conseguiram, não foram reconhecidos, não foram valorizados. Existe um ditado popular que afirma que “quem acha, não sabe nada!”. E supor nada mais é do que “achar”. Quem sabe de alguma coisa, é porque tem certeza. E para saber, ou melhor, para ter certeza sobre o que a pessoa amada está querendo, sentindo ou pensando, só existe um jeito: perguntando! Conversando, ouvindo, comunicando-se!

Essa é a minha grande dica para você! Quer ser feliz num relacionamento? Quer fazer seu casamento ou namoro dar certo? Quer se sentir realizado e satisfeito em suas tentativas de entendimento? Então, comece a perguntar, a se interessar de verdade pelo outro. E, definitivamente, pare de supor, porque como bem explica o dicionário, suposições têm a ver com estabelecer hipóteses, conjecturar, imaginar, presumir. E o amor, pode apostar, nada tem a ver com isso, mas sim com a disponibilidade e a coragem de ter certeza sobre o que você quer em congruência com o que a pessoa amada deseja!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *