Nas asas da Liberdade

Outro dia me vi defendendo algo com tanta veemência, que depois… Passados aqueles momentos, onde nem me reconheci… pude, com calma, tirar o aprendizado e perceber o que estava por traz daquilo tudo.

A primeira coisa que percebi foi que quem defendia com aquela ênfase toda era uma parte minha que tinha muito medo de “perder a liberdade”… Eu já havia identificado esse medo, poucos dias antes e, a partir daí, comecei a defender situações que acreditava que iriam proteger a minha liberdade… e a evitar outras que, supostamente, iriam tirá-la de mim…

Mas… mesmo sabendo disso, não consegui evitar, e logo estava eu defendendo a minha liberdade, como se ela pudesse depender de algo fora de mim…

O que mais me deixou abismada… foi o fato de observar como eu tirava a minha liberdade ao tentar defendê-la… Como pode alguém ser livre se já tem escolhas feitas e estas evitam algumas coisas… e buscam trazer situações pré-determinadas para sua realidade…

Como pode haver liberdade se só podemos passar por determinados caminhos e por outros não… e se esses caminhos são escolhidos por memórias equivocadas…

A liberdade para mim passa perto do vazio que nos possibilita andar momento a momento guiados por Inspiração Divina… sem nos deixar ser conduzidos por medos, nem culpas, nem nada que venha do passado… viver plenamente no momento presente…

Liberdade tem a ver com aquela frase do Castañeda que tanto me toca…

Já me dei o poder que rege meu destino

E não me prendo a nada, para não ter nada a defender.

Não tenho pensamentos, por isso verei.

Não receio nada, por isso me lembrarei de mim mesma.

Desprendida e à vontade, passarei como um jato pela águia para me tornar livre.(…). Mais uma vez me vi “defendendo” alguma coisa como se daquilo dependesse a minha própria vida…

Mas a nossa vida é muito mais que ficarmos somente defendendo coisas… e tentando colocar a nossa realidade na forma do passado…

A Vida flui maravilhosa ao nosso redor e liberdade é poder receber esse presente a cada dia, com o coração aberto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *