Nos Caminhos a Percorrer

Sempre que desejamos vencer as batalhas das dificuldades terrenas, entram em jogo os nossos sentimentos, nem sempre controlados e educados, não permitindo a tomada de decisão certa e sensata.

Se assim agimos, é porque ainda estamos cheios de imperfeições que nos fazem tomar rotas diferentes e perigosas, quais veículos conduzidos por motoristas irresponsáveis.

O corpo físico é indispensável ao aprendizado da alma. Cabe-nos conservá-lo, de modo a atingirmos, o quanto antes, os objetivos da reencarnação.

Procuremos enfrentar os problemas cotidianos com naturalidade, a fim de evitar as doenças físicas e psíquicas que têm assolado a Humanidade.

Além disso, o que hoje julgamos imprescindível em nossa vida, amanhã nos poderá ser indiferente ou desnecessário.

O importante mesmo é sabermos a razão da nossa existência, para melhor dirigirmos o Espírito aos seus verdadeiros ideais. Cônscios de nossas responsabilidades, não teceremos, por certo, um destino cruel, resultante de um livre arbítrio mal conduzido.

Despertemos! A desencarnação poderá nos surpreender de momento para outro. Isto nos convida a meditar sobre a longa viagem, e esta requer preparativos específicos e grande bagagem de qualidades morais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *