O Erro E A Inovação

Diz o ditado que a tentativa e o erro podem nos levar a perfeição ou ao acerto.

Para tanto, divido dois conceitos, um sobre o erro e outro sobre a inovação.

Sobre o erro, com Carl Sagan:

Os Mesmos Erros

Mesmo um exame superficial da história revela que nós, seres humanos, temos uma triste tendência para cometer os mesmos erros repetidas vezes. Temos medo dos desconhecidos ou de qualquer pessoa que seja um pouco diferente de nós. Quando ficamos assustados, começamos a ser agressivos para as pessoas que nos rodeiam. Temos botões de fácil acesso que, quando carregamos neles, libertam emoções poderosas. Podemos ser manipulados até extremos de insensatez por políticos espertos. Dêem-nos o tipo de chefe certo e, tal como o mais sugestionável paciente do terapeuta pela hipnose, faremos de bom grado quase tudo o que ele quer – mesmo coisas que sabemos serem erradas.

Carl Sagan, in “O Mundo Infestado de Demónios”

 

Temos vivido um estado de estagnação. As pessoas sabem que está errado, mas aceitam. Sabem que não presta, mas assistem. Há uma falência do pensar.

 

E neste sentido, ser diferente representa ser reacionário, contraditório, peixe fora d’agua.

Entretanto, convido você a pensar. Convido você e a ser diferente.

Nas palavras de Agostinho da Silva:

Ser Diferente

A única salvação do que é diferente é ser diferente até o fim, com todo o valor, todo o vigor e toda a rija impassibilidade; tomar as atitudes que ninguém toma e usar os meios de que ninguém usa; não ceder a pressões, nem aos afagos, nem às ternuras, nem aos rancores; ser ele; não quebrar as leis eternas, as não-escritas, ante a lei passageira ou os caprichos do momento; no fim de todas as batalhas — batalhas para os outros, não para ele, que as percebe — há-de provocar o respeito e dominar as lembranças; teve a coragem de ser cão entre as ovelhas; nunca baliu; e elas um dia hão-de reconhecer que foi ele o mais forte e as soube em qualquer tempo defender dos ataques dos lobos.

Agostinho da Silva, in ‘Diário de Alcestes’Ser diferente não por moda, nem modismo, nem mesmo por cultura.

Ser diferente porque se acredita diferente, pensa diferente, age diferente.

Ser diferente porque quer o mundo diferente e principalmente porque você também quer fazer a diferença.

Enfim,

Errar sim, deixar de inovar não.

Aprender sempre, ser diferente, igualmente.

Gustavo Rocha-GestãoAdvBr CEO – Consultancy on Strategic Management and Technology-Bruke Investimentos CEO – Business, Valuation, M&A, Opportunities, Market Business and more.Web: www.gestao.adv.br | www.bruke.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *