O Vendedor Empreendedor

Para você ter essa postura vencedora, basta usar e abusar da criatividade
Para ser um vendedor empreendedor, você não precisa abrir, necessariamente, o seu próprio negócio. Ser um vendedor empreendedor é ter posturas e atitudes empreendedoras. Significa que você pode ser um vendedor empreendedor dentro da sua casa, na empresa em que trabalha, na sua comunidade, com o seu grupo de amigos, e em vários outros lugares.
Para você ter essa postura empreendedora e ser um vendedor em constante aprendizado, basta usar e abusar da sua criatividade. É ela quem lhe ajuda a desenvolver essa autonomia. Crer que você já possui essa capacidade criativa é um grande passo.
Depois disso, tudo o que você precisa saber é quando é necessário utilizar a criatividade, e contar sempre com ela naqueles momentos em que busca soluções para determinados problemas.
Ter idéias criativas é o mesmo que ter organização e boa análise dos acontecimentos que estão ao seu redor. É estar em sintonia com o Universo.
Você sabe como anda a sua criatividade? Consegue ter pelo menos uma idéia diária? O que você faz para alimentar seu processo criativo? Já reparou em que condições e momentos você tem as melhores idéias? Essas idéias são utilizadas única e exclusivamente no trabalho ou são aplicadas na sua vida pessoal? Você compartilha suas idéias com outras pessoas? Utiliza a técnica do brainstorming, sobre o qual falei no artigo da semana passada?
Estou fazendo perguntas demais? Mas foram propositais, para que você perceba que o primeiro passo a tomar, para incrementar o seu processo criativo, é questionar-se, analisar as informações de que dispõe, mudar de postura e abrir a mente. Estimule-se a ter idéias que possam trazer melhorias seja para as suas relações pessoais, seja para a sua qualidade de vida. Ser criativo é ser inovador, portanto, não siga fórmulas de sucesso.
Procure pensar em fazer o que ninguém fez ainda. Ouça e converse bastante, isso estimula muito a sua criatividade. Você pode encontrar ótimas fontes de informação e conhecimento em revistas, livros, na internet e em jornais. Você também pode despertar sua criatividade a partir da análise desses conteúdos.
Outra boa dica é armazenar as idéias que você não utilizou para desafiar seu processo criativo a aperfeiçoá-las. Faça também um arquivo de assuntos do seu interesse e da sua área de atuação e, sempre que puder, procure ler esse material para lhe despertar novas propostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *