Objetivos e Sonhos

“Você deve ser a mudança que deseja ver no mundo”. (Mahatma Gandi)

A vida que levamos é uma consequência direta de tudo aquilo que fazemos; nossas ações de hoje são as sementes que irão frutificar – ou não – no futuro. Assim, está em nossas mãos agir para colher bons e belos frutos ou, simplesmente, ficarmos contentes (passivamente?) com aquilo que temos.

Calma… a ideia é valorizar o que temos, o que a natureza nos oferece, o que o Universo nos contempla. Apenas… existe uma diferença grande entre ‘esperar acontecer’ e ‘construir para acontecer’.

Há muitas sementes capazes de nos conduzir aos objetivos que traçamos. Vejamos algumas:

PLANEJAMENTO. É a importante fase de preparação, de coleta de dados, de vislumbre futuro. Foi ‘inventado’ para nos dar direção ao que desejamos realizar.

CRENÇA ou FÉ. Serve para acreditarmos em nosso próprio potencial e em tudo o que foi planejado anteriormente. Serve, ainda, para praticarmos a autoconfiança.

FLEXIBILIDADE. Se necessário, devemos rever o plano inicial de ação. É preciso aceitar e redirecionar o caminho, quando novos fenômenos acontecem e mudanças se tornam fundamentais durante o percurso.

ESFORÇO. Sim, sem suar a camisa fica tudo mais difícil, senão impossível.

AÇÃO. De que adianta pensar, refletir, pesquisar, planejar, se tudo ficar no papel ou no mundo das ideias? É necessário agir, ser prático para triunfar. É importante utilizar ferramentas capazes de aproximar-nos dos objetivos traçados.

PERSISTÊNCIA e TENACIDADE. Insistir no objetivo, mesmo que o caminho tenha que ser mudado, é condição básica para o sucesso.

BOM HUMOR e SENSO DE HUMOR. É preciso ser alegre, vibrante, energético (bom humor) é ter a capacidade de transformar situações não tão agradáveis em aprendizagem e reconhecimento positivo (senso de humor).

TRANQUILIDADE. É um excelente tempero para tudo o que fazemos. Permite-nos lidar de forma habilidosa com diferentes tipos e níveis de dificuldades, seja na vida pessoal ou profissional.

Então reflita:

Quantas e quais “sementes” você tem plantado?

O que tem feito para conquistar “bons frutos”?

Ah! Tem mais uma coisa: tenha tempo para sonhar. Objetivos nada mais são do que sonhos que queremos realizar e que colocamos em nosso “cronograma de ação para a vida”.

Vamos lá. A hora é agora.             Izabel Failde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *