Por Que Parece Tão Difícil Encontrar Alguém Bacana?

Na ânsia por um relacionamento que corresponda com todos os deliciosos sentimentos que desejamos vivenciar, algumas frustrações típicas podem surgir, a começar pela sensação de que nunca dá certo, ou de que ninguém quer assumir compromisso ou ainda a de que os homens têm medo de mulheres independentes e bem-sucedidas, entre outras. Ou seja, um sem-fim de generalizações e conclusões extremadas.

Para refletirmos sobre o tema “encontros e desencontros”, é fundamental começar descartando os radicalismos. Palavras como “ninguém”, “sempre”, “nunca” ou “todos” só servem para nos distanciarmos ainda mais das possibilidades e das oportunidades. Sim, porque elas existem e as provas estão aí, ao seu redor. Basta observar o número de casais que estão juntos, satisfeitos e felizes.

Certamente, alguns dirão que esse número é muito pequeno. Os generalistas se apressarão em afirmar que ninguém é feliz no amor. Mas isso, definitivamente, não passa de uma defesa interna que criamos para justificar sentimentos como raiva, medo e tristeza, especialmente por não estarmos vivendo o enredo que tanto queremos. O fato é que, felizmente, o amor existe sim e é bem provável que você consiga vivenciar o seu assim que entrar numa sintonia interna, clara e concisa que aponte para um único e coerente objetivo. Isto é, você precisa pensar, sentir e agir na mesma direção – na direção do relacionamento que deseja.

Veja bem: não estou falando sobre focar na pessoa que deseja, porque aquela que você acha que é a certa, pode não ser! Pode estar servindo apenas para que você continue se autosabotando e insistindo na ideia de que é impossível ser feliz no amor. Sua concentração deve estar voltada para a dinâmica que deseja experimentar. Quer alguém que expresse muito carinho ou nem tanto? Alguém que goste de conversar sobre a relação ou não precisa? Alguém que goste de fazer tudo junto ou que seja mais independente? Tem de estar inteiramente disponível para se relacionar com você (…)?

Por fim, você está certo de tudo isso? Está disposto a encarar os bônus e também os ônus de um compromisso? Está ciente de que merece exatamente o que está desejando? Porque saiba que se não acreditar que merece exatamente tudo isso, terminará implorando amor, agindo de modo inseguro e “pedindo” para se dar mal, só para comprovar seus receios mais íntimos!

Então, agora, apenas aja e viva de acordo com esse pedido e, sobretudo, seja paciente. Confie no Universo e deixe a vida fluir. Não aceite menos. Não se sabote com crenças equivocadas. Não se subestime. Mas também não seja arrogante e prepotente a ponto de considerar que é melhor do que qualquer pessoa. Você não é! Apenas sabe o que quer e está em sintonia com seu coração.

(…)O que tem faltado, muitas vezes, é justamente a congruência entre o que se pensa, o que se sente e o que se faz. E não por falta de inteligência ou integridade, mas simplesmente por medo de sofrer, medo de se entregar e medo de apostar todas as fichas na possibilidade de ser realmente feliz num relacionamento.

Não faça parte desta tendência e tudo será uma questão de tempo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *