Pressupostos Básicos Da Pnl

O mapa não é o território que ele representa, ou seja se temos uma estrutura de culpa, crenças, percepções e interesses limitados com certeza nossa vida será rodeada de infortúnios .
Nossas crenças funcionam como filtros, mudando-se os filtros podemos mudar nossa percepção de mundo. Elas formam seu roteiro de vida, são pontos de vistas que temos sobre nós mesmos, sobre os outros e sobre o mundo. A magia da PNL é que você pode mudar suas crenças, de forma a construir seu próprio conjunto de crenças para apoiar a forma que gostaria de ser.
As experiências possuem uma estrutura. Se temos conhecimento de padrões do estado atual, podemos neutralizar experiências desagradáveis e automaticamente obtermos padrões de excelência. Se tivermos uma estrutura voltada para resultados, podemos nos utilizar de nossos pensamentos como a energia mais poderosa com a qual podemos contar.
Todos nós possuímos, ou potencialmente possuímos, todos os recursos necessários para agir com eficiência.
Algumas coisas não são impossíveis de fazer como muitos acreditam. A genialidade do indivíduo está em desenvolver aptidões e experiências de sua vida. Pois, se ainda não fomos capazes de fazer algo, é porque ainda não aprendemos a fazê-lo.
“A natureza é plena de causas infinitas que jamais foram experimentadas”
Leonardo da Vinci.
Corpo e mente são partes do mesmo sistema:
Nossos pensamentos, massa muscular, o universo, respiração e sensações se interagem.
Quando conhecemos cada parte desse sistema, aprendemos a mudar cada um deles. Desta forma desencadeia-se o equilíbrio e nossos pensamentos são modificados.
Ao adotarmos esta modificação de pensamentos, assumimos a responsabilidade de novas atrações e encontramos o lado prazeroso da vida. Já dizia Sócrates , “Eu só sei que nada sei.” Este pensamento elaborado há muitos anos, denota busca de conhecimento e não uma confissão de incapacidade, mostra que o ser humano quanto mais sabe ainda falta muito para aprender, é essa vontade de conhecer sempre mais que motiva a vida de muitas pessoas.
Todo comportamento tem uma intenção positiva:
Todo comportamento nocivo, prejudicial ou mesmo impensado tiveram originalmente um propósito positivo. Podemos citar como exemplo a mãe que não deixa o filho sair para comprar doce, devido ao medo de ele ser atropelado.
Todo comportamento advém da percepção de mundo e da informação que o indivíduo dispõe, dada a circunstância. Por isso adotada a modificação de pensamentos, os recursos potenciais que já dispomos, tornam-se ampliados e motivados.
Para a Neurolingüística tudo depende do contexto. “O fracasso não existe, só há feedback.”
Nada é certo ou errado, tudo depende do contexto e a cada contexto é gerado um comportamento que, em determinados momentos o indivíduo apresenta o que de melhor ele dispõe.
O ser humano não é o seu comportamento, mais o seu comportamento advém de suas crenças, de padrões limitados ou ilimitados.
Temos uma consciência limitada daquilo que nos é apresentado. Conseguimos perceber pequenas partes das informações que recebemos e nunca a representação total do território. Julgamos pelo nosso mapa.Fonte: www.grupodesenvolver.com.br
Pressupostos Básicos Da Pnl
O mapa não é o território que ele representa, ou seja se temos uma estrutura de culpa, crenças, percepções e interesses limitados com certeza nossa vida será rodeada de infortúnios .
Nossas crenças funcionam como filtros, mudando-se os filtros podemos mudar nossa percepção de mundo. Elas formam seu roteiro de vida, são pontos de vistas que temos sobre nós mesmos, sobre os outros e sobre o mundo. A magia da PNL é que você pode mudar suas crenças, de forma a construir seu próprio conjunto de crenças para apoiar a forma que gostaria de ser.
As experiências possuem uma estrutura. Se temos conhecimento de padrões do estado atual, podemos neutralizar experiências desagradáveis e automaticamente obtermos padrões de excelência. Se tivermos uma estrutura voltada para resultados, podemos nos utilizar de nossos pensamentos como a energia mais poderosa com a qual podemos contar.
Todos nós possuímos, ou potencialmente possuímos, todos os recursos necessários para agir com eficiência.
Algumas coisas não são impossíveis de fazer como muitos acreditam. A genialidade do indivíduo está em desenvolver aptidões e experiências de sua vida. Pois, se ainda não fomos capazes de fazer algo, é porque ainda não aprendemos a fazê-lo.
“A natureza é plena de causas infinitas que jamais foram experimentadas”
Leonardo da Vinci.
Corpo e mente são partes do mesmo sistema:
Nossos pensamentos, massa muscular, o universo, respiração e sensações se interagem.
Quando conhecemos cada parte desse sistema, aprendemos a mudar cada um deles. Desta forma desencadeia-se o equilíbrio e nossos pensamentos são modificados.
Ao adotarmos esta modificação de pensamentos, assumimos a responsabilidade de novas atrações e encontramos o lado prazeroso da vida. Já dizia Sócrates , “Eu só sei que nada sei.” Este pensamento elaborado há muitos anos, denota busca de conhecimento e não uma confissão de incapacidade, mostra que o ser humano quanto mais sabe ainda falta muito para aprender, é essa vontade de conhecer sempre mais que motiva a vida de muitas pessoas.
Todo comportamento tem uma intenção positiva:
Todo comportamento nocivo, prejudicial ou mesmo impensado tiveram originalmente um propósito positivo. Podemos citar como exemplo a mãe que não deixa o filho sair para comprar doce, devido ao medo de ele ser atropelado.
Todo comportamento advém da percepção de mundo e da informação que o indivíduo dispõe, dada a circunstância. Por isso adotada a modificação de pensamentos, os recursos potenciais que já dispomos, tornam-se ampliados e motivados.
Para a Neurolingüística tudo depende do contexto. “O fracasso não existe, só há feedback.”
Nada é certo ou errado, tudo depende do contexto e a cada contexto é gerado um comportamento que, em determinados momentos o indivíduo apresenta o que de melhor ele dispõe.
O ser humano não é o seu comportamento, mais o seu comportamento advém de suas crenças, de padrões limitados ou ilimitados.
Temos uma consciência limitada daquilo que nos é apresentado. Conseguimos perceber pequenas partes das informações que recebemos e nunca a representação total do território. Julgamos pelo nosso mapa.     Fonte: www.grupodesenvolver.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *