Processos Grupais

Motivação : É uma força que nos impulsiona para um objetivo .

Faz surgir ou mantêm comportamentos .

Pode ativar , manter e direcionar .

Na teoria e na prática administrativas , poucas vezes se pode encontrar uma área de preocupação tão acentuada e constante quanto à relativa à motivação para o trabalho . A atração pelo tema justifica-se na busca de uma relação mais satisfatória entre o indivíduo e sua tarefa .

Ao longo dos anos , pelo senso comum , dirigentes e supervisores passaram a associar eficiência com motivação

Tornaram-se freqüentes as afirmações que explicam baixo rendimento , absenteísmo a atraso pela falta de motivação

Essa mesma razão justifica o tédio , a frustração , a insatisfação e a ineficiência . Para uns a motivação é um problema psicológico ; para outros , a falta de algo para motivar . Assim , busca-se a motivação através de apelos à emoção do indivíduo ou da introdução de tarefas e métodos novos . A motivação traria entusiasmo , dedicação , cooperação e produtividade .

A teoria da motivação veio atender ao sonho universal dos dirigentes . O sonho parece mais concretizável quando se vê se crê na possibilidade de usar o poder e a influência de dirigentes para motivar , mobilizar energias e gerar entusiasmo

A motivação não tem nada de misterioso . As conquistas recentes das teorias de motivação , embora não produzam todas as respostas sobre o impulso para o trabalho , já oferecem recomendações para uma ação efetiva no meio organizacional .

Essas teorias procuram compreender a própria natureza humana ,explicando , prevendo e criando formas de direcionar o comportamento do indivíduo no trabalho .

Profª Adelia  Disciplina : Processos Grupais     Aluna : Aldeci Cardoso Costa   Curso : Pedagogia Empresarial .Turma 807.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *