Rótulos

Objetivos: Questionar a facilidade com que rotulamos as pessoas, tentando julgá-las menos por seu conteúdo intrínseco e pessoal do que pela eventual “ embalagem “ simbolizada por seus trajes, hábitos, família, situação intelectual ou social, etc.

Material: Crachás que sejam como rótulos para os participantes, com os dizeres:

a)      Sou engraçado: ria

b)      Sou tímido: ajude-me

c)      Sou mentiroso: desconfie

d)      Sou  surdo: grite

e)      Sou criativo: ouça-me

f)       Sou pouco inteligente: ignore-me

g)      Sou muito poderoso: bajule-me

Processo: Os participantes são divididos em grupos de cinco ou seis elementos.

Cada participante receberá seu rótulo já colado na testa (de modo que ele não leia antes e nem durante a dinâmica).

Motivar todos a discutir soluções possíveis para algum problema determinado, contando que, durante a discussão levem em consideração o rótulo que cada um está usando.

Discutir o tema proposto, considerando o outro a partir do rótulo.

Concluir a experiência avaliando e partilhando os sentimentos vividos e o que isso tem a ver com nossa vida, como rotulamos as pessoas e como melhorar nossa comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *