Se É Pelo Seu Sonho Não Se Importe Com O Ridículo

Você já imaginou se expor a uma situação “ridícula”, apenas por acreditar que isto irá ajudar você a realizar seu sonho?

Então vamos falar de histórias de sucesso? Afinal de contas é algo que muita gente persegue a vida toda, sem, no entanto compreender muito bem o que seria o Sucesso.

Você gostaria de conhecer um pouco mais sobre isso?  Então vamos lá…

Toda história de sucesso ou pessoa que alcança sucesso, atrai para si a atenção de muita gente mundo a fora. Elas acabam se tornando admiradas e muitas delas, infelizmente até invejadas. Mas o que na maioria das vezes não acontece, é o questionamento sobre o que foi necessário aquela pessoa passar para chegar aonde ela chegou.

Eu gosto de questionar, mas principalmente incentivar, você, meus alunos, leitores, amigos e familiares a acreditarem em seus sonhos e lutarem para realizá-los.  Por isso estou aqui escrevendo sobre este assunto hoje.

Para ilustrar essas “ideias” procuro sempre alguma história, fictícia ou real que dê maior ênfase ao pensamento que desejo transmitir.

Por outro lado, essas histórias contadas aqui também são fontes de inspiração para eu continuar sempre acreditando no meu grande sonho. Caso contrário não teria sentido escrevê-las para tantas pessoas, diariamente.

Hoje, quero compartilhar uma história de uma pessoa que ficou famosa, alcançou sucesso com sua obra no cinema e televisão, mas pouca gente conheceu os apuros que passou, antes do sucesso nas telas.

Trata da história de George Lucas o criador da saga “Guerra nas Estrelas” um dos maiores fenômenos da história do cinema mundial.

Hoje seus cinco episódios somam milhões de fãs e bilhões de dólares em bilheteria, venda de vídeos e DVD, licença do uso da marca em diversos produtos, onde possam aplicar logotipos e personagens.

Poucos, no entanto conhecem o verdadeiro episódio inicial da saga daquele jovem talentoso e quase desconhecido que se propõem o desafio de realizar seu sonho contra todas as probabilidades: transforma um roteiro que ele havia escrito em um filme de ficção científica. Esse início penoso foi nos meados dos anos 70.

Veja só um resumo das adversidades e obstáculos, problemas e dificuldades financeiras que George Lucas teve que superar para fazer seu filme “Guerra nas Estrelas”.  Com exceção de um único executivo, os demais mandachuvas do estúdio que patrocinou o filme achavam que aquilo era desperdício de rolo de filme, tempo e dinheiro.

Lucas não pode escolher o diretor de fotografia do filme, um inglês que foi imposto pelo estúdio. Parte do pessoal ridicularizou os cenários e passagens da história. Os próprios atores, como Harrison Ford ironizavam as fantasias que vestiam e riam de alguns diálogos, que achavam mal escritos.

Como não havia tecnologia na época para filmar as cenas do modo que Lucas queria, alugou um galpão, contratou alguns “gênios” de deu-lhes a missão de criar efeitos especiais. Mais de um ano depois, quando boa parte dos truques devia estar pronta, eles ainda não haviam conseguido fazer nada.

Com a passagem do tempo, a pressão, e a falta de resultados concretos Lucas chega sofrer um infarto.

O Filme quase pronto, mas ainda sem muitos efeitos especiais, ele o exibe para executivos do estúdio, e alguns amigos, como diretores Steven Spielberg e Francis Ford Coppola. Ao final da exibição, quase por unanimidade, mandam enterrar o filme, recomendam que Lucas esqueça o assunto e não passe por ridículo. Spielberg foi o único a elogiar. E ainda os cinemas que haviam se comprometido a exibir o filme pronto a maioria desiste, com medo do fiasco.

Resultado: Contra todas as probabilidades, George Lucas insistiu e persistiu, conseguiu estrear o filme Guerra nas estrelas. Logo no primeiro dia de exibição, havia filas monstruosas nos poucos cinemas que ficaram ao lado dele para exibir a obra. O resto é história.

Com esta história, quero deixar meu recado para você. Se você acredita em seu sonho, em seu projeto de vida, pode haver muitos obstáculos, mas você chegará lá.

Pense nisso e acredite que hoje será um Excelente dia para você avançar na realização do seu Sonho.    Sigmar Sabin – www.bomdiahoje.com.br

One Response to Se É Pelo Seu Sonho Não Se Importe Com O Ridículo

  1. O artigo é ótimo.

    Segue a minha parca contribuição.

    Boas férias.

    Um grande beijo, Muniz

    P.S.: Autorizo a reprodução total ou parcial.

    DETERMINAÇÃO

    Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida – ninguém exceto tu, só tu. (Nietzche)

    A diferença entre as pessoas comuns e as bem sucedidas é que as pessoas que têm sucesso não ficam perdendo tempo discutindo suas limitações.

    Elas as transcendem. Recebem sua cota justa de obstáculos e continuam em frente apesar disso. Às vezes ficam machucadas e até feridas emocionalmente, mas se levantam e recomeçam.

    O poder de realizar os próprios sonhos. A força de tornar real o objetivo. Algumas pessoas parecem ser predestinadas a marcar sua passagem por este planeta. Não pense que elas são beneficiadas pelo destino, ou escolhidas por uma “conspiração astral”. Elas apenas ousam realizar. Você também pode ser assim. Quantos sonhos você deixou de realizar por não se sentir capaz? Como pode saber se é ou não capaz, se não tentar?

    Gente bem-sucedida não nasceu predestinada. Apenas ousou lutar por seus ideais. O caminho de quem tem sucesso não é ou não foi fácil. Por vezes, os obstáculos foram tantos que a vontade de desistir foi maior, vencendo muitos que almejavam destaque. Mas, para muitos, a realização foi plena e eles marcaram sua existência.

    Quando você achar que é difícil prosseguir, deve lembrar-se dessa história. Numa noite de outubro de 1968, um grupo de obstinados torcedores permaneceu no estádio Olímpico da Cidade do México para ver os últimos colocados da Maratona. Mais de uma hora antes, Mamo Wolde, da Etiópia, havia cruzado a linha de chegada debaixo de saudações exuberantes de todos os presentes.

    Mas, enquanto a multidão esperava pelos demais colocados, anoitecia e começava a esfriar. Parecia que os últimos corredores já haviam chegado ao estádio. Assim, os espectadores começaram a ir embora. Foi exatamente nesse momento que todos começaram a ouvir as sirenes dos carros que acompanhavam a prova e que chegavam aos portões do estádio naquele instante.

    Todos pararam para observar e viram o último corredor entrar no estádio e fazer a volta final, completando os mais de quarenta quilômetros da prova. O corredor era John Stephen Akhwari, da Tanzânia. Quando ele estava passando pela pista de atletismo, os espectadores puderam ver que sua perna estava enfaixada e sangrando. Ele havia caído e se machucado durante a prova, mas isso não o impediu de continuar. As pessoas no estádio se levantaram e o aplaudiram até ele cruzar a linha de chegada.
    O respeitado produtor de documentários, Bud Greenspan, observava à distância. Depois, intrigado, Bud chegou-se a Akhwari e perguntou porque ele tinha feito tamanho esforço para chegar ao final da corrida. O jovem da Tanzânia respondeu em voz baixa: “meu país não me enviou a noventa mil milhas de distância para começar a corrida. Eles me enviaram para terminá-la”.

    Não se abata com as dificuldades ou com o agouro de quem o desanima. Não escute aqueles que martelam ao seu ouvido que você não é capaz. Lute por seus sonhos determinadamente.

    Determinação foi o que John F. Kennedy personificou em 1961 quando disse que poria um homem na Lua antes do final daquela década.

    Determinação foi a força que levou Walt Disney perseverar em construir seu sonho, apesar de ter que declarar falência cinco vezes. É de exemplos como esses que você pode tirar inspiração nos momentos em que acha que está prestes a desistir, abater-se ou abandonar seu sonho.

    Eu sei que preciso usar a determinação dos outros como inspiração quando sinto que o vértice da gravidade me puxa para baixo e as coisas parecem difíceis demais. Lembro-me que outras pessoas já fizeram isso e eu também posso fazer. Só preciso de determinação para continuar em frente. (Daniel C. Luz)

    Se você quer ser bem sucedido, precisa ter dedicação total, buscar seu último limite e dar o melhor de si mesmo. (Ayrton Senna)

    Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória e o desejo de vencer. (Mahatma Gandhi)

    Para onde quer que tu vás, vai todo, leva junto teu coração. (Confúcio)

    Não existe oceano maior do que a determinação humana. (Lars Grael)

    É melhor estar preparado para uma oportunidade e não ter nenhuma do que ter uma oportunidade e não estar preparado (Whitney Young Jr.)

    Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade (Elmer Letterman)

    Se transportares um punhado de terra todos os dias, construirás uma montanha (Confúcio)

    Uma árvore não estende a sua copa além de suas raízes (Mikail Nahimy)

    Não se pode ajudar as pessoas fazendo por elas o que elas devem fazer por si mesmas. (Abraham Lincoln)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *