Será Que A Nossa Falta Faz Falta?

Muitas vezes na vida, achamos que trabalhar é simplesmente cumprir o que nos foi designado. Hoje, com a globalização, esse perfil mudou radicalmente. Devemos absorver o maior número possível de tarefas e perguntar: será que a minha falta faz falta? Essa reflexão nos faz pensar se a nossa contribuição para a empresa está a contento. A resposta positiva surgirá se você trabalha no que gosta, se coopera com seus colegas (equipe), se é ativo nas reuniões e principalmente comprometido com metas e resultados.

A história a seguir; faz um retrato engraçado e um tanto brincalhão a respeito deste assunto. Não queremos insinuar nada e nem desmerecer ninguém, mas vale a pena ser contada.

Uma empresa moderna resolveu dar uma chance a um grupo de canibais admitindo-os para vários setores.

– Vocês podem transitar em qualquer lugar como qualquer um dos outros funcionários, inclusive em nossa lanchonete; mas peço encarecidamente que não comam nenhum dos seus colegas.

Cinco semanas depois, receberam um chamado para irem até a diretoria.

– Vocês estão trabalhando muito bem, não faltam, não se atrasam e cumprem todas as obrigações as quais são designadas; mas quero comunicar que a senhora do cafezinho desapareceu. Algum de vocês pode nos dizer o que pode ter ocorrido?

Todos os canibais alegaram que não sabiam do fato e negaram o feito. Ao atender um chamado urgente, o diretor teve que se ausentar por alguns minutos. Os canibais reunidos ainda na mesma sala à espera do diretor comentam entre si, eis que surge a pergunta do líder:

– Quem comeu a senhora do cafezinho?

Um deles constrangido ergue o braço. Então o líder grita com ele:

– Mas você é burro! Estamos comendo à quatro semanas um a um todos os gerentes e ninguém percebeu nada, você tinha que comer justamente a senhora do cafezinho?!?

Moral da história: faça seus resultados aparecerem, não só em suas vendas quanto na satisfação de seus colegas em trabalharem com você. Torne-se visível e não fique simplesmente no cantinho cumprindo ordens.

E para finalizar, porque não servir um cafezinho aos seus colegas? Afinal “quem é vivo, sempre aparece”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *