Solidão

A palavra solidão causa medo em muitas pessoas e até pouco tempo atrás ela também gerava em mim um certo receio. Portanto, decidi procurar informações em livros e artigos selecionados que tratavam deste assunto, mesmo tendo consciência de que em determinado momento de nossa vida, quando estamos em busca de evolução espiritual, acadêmica ou até mesmo em um novo relacionamento, o caminho parece ser mais solitário…

Estou sempre rodeada de amigos e familiares, mas diante dos principais temas de meu interesse com os quais hoje convivo, sinto-me muitas vezes como se não conhecesse mais ninguém… sinto-me uma estranha, cercada de tantos contextos corriqueiros que atualmente não têm mais relevância para mim. Eu gosto de escutar as pessoas e tento ajudá-las, mesmo que seja somente ouvindo-as, mas muitos seres humanos se queixam de coisas tão pequenas e banais que já não consigo mais deixar de externar minha opinião a respeito e percebo que nem sempre elas aceitam conhecer a verdade, que muitas vezes é interpretada como crítica direta.

Voltando ao nosso tema “solidão”, classificada como “sentimento onde dada pessoa sente-se num profundo vazio e isolamento”, podemos tirar diversas definições e classificações; no entanto, como sou muito otimista, comentarei as que mais me atraem:

– Sentimos a solidão quando achamos que perdemos algo em nossas vidas ou quando de fato perdemos algo ou alguém importante; é neste momento que tomamos consciência de como era significativa aquela pessoa e quanto nos faz falta sua presença… portanto, isso não é ruim, ao contrário, nos ajuda a crescer, a perceber como não demos valor quando deveríamos ter dado.

– Podemos também sentir solidão quando temos que tomar alguma decisão importante em nossa vida e por mais que alguém nos dê conselhos, queira até mesmo ajudar sinceramente, preferimos a solidão e optamos em ficarmos sozinhos. Isso nos proporciona reflexão e, consequentemente, favorece uma escolha mais correta e uma atitude acertada.

– Para meu espanto, a meditação também exige uma solidão saudável e o vazio do nosso interior, o que acaba por nos proporcionar momentos de êxtase e o encontro com a nossa essência divina.

Foram essas as conclusões principais que consegui extrair desse interessante tema e não posso negar a realidade de que para muitos esse sentimento causa sofrimentos e feridas profundas. Mas, se podemos tirar sempre o positivo de qualquer circunstância, por que não tentarmos ao menos reverter o negativo desse sentimento e transmutá-lo em positivo?

É necessário acordarmos das ilusões que a mídia consumista diariamente nos empurra goela abaixo e tomar em definitivo a direção, as rédeas de nossa vida, buscando somente a verdade e a positividade em nosso cotidiano.

Muitos podem dizer que falar é fácil… o difícil é colocar em prática… e mais difícil ainda é acreditar que isso possa efetivamente funcionar. Pois bem, só conseguirão ter acesso à resposta os que ao menos tentarem, e tenho certeza que será preciso buscar a fundo, mas as respostas serão satisfatórias e bem mais positivas do que poderiam esperar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *