Teoria Da Liderança Carismática

A Teoria da liderança carismática é uma extensão da teoria da atribuição. Ela diz que os seguidores fazem atribuições de capacidades heróicas ou extraordinárias à liderança quando eles observam certos comportamentos. Estudos sobre liderança carismática tem, em sua maioria, sido dirigidos à identificação dos comportamentos que diferenciam líderes carismáticos dos seus colegas não-carismáticos. Alguns exemplos de indivíduos frequentemente citados como sendo líderes carismáticos incluem John F. Kennedy, Martin Luther King, Walt Disney, Mary Kay Ash (fundadora da Mary Kay Cosmetics), Ross Perot, Steve Jobs (co-fundador da Apple Computer).

Nestas pessoas identifica-se características como: confiança extremamente alta, domínio e fortes convicções em suas crenças. Além uma visão ou um sentido de objetivo muito atraente; capacidade de comunicar essa visão em termos claros, com os quais seus seguidores podem prontamente identificar-se; demonstrar coerência e foco na busca de sua visão; e conhecimento de seus próprios pontos fortes e capitalizar em cima deles.

Recentemente voltou-se a atenção para tentar determinar como líderes carismáticos realmente influenciam seguidores. O processo começa com o líder articulando uma visão atraente. Essa visão fornece um sentido de continuidade para os seguidores, ligando o presente a um melhor futuro para a organização. O líder, então, comunica expectativas altas de desempenho e expressa a confiança de que os seguidores podem alcançá-las. Isto aumenta a auto-estima e a autoconfiança do seguidor. A seguir, o líder transmite, através de palavras e ações, um novo conjunto de valores e, por seu comportamento, determina um exemplo para os seguidores imitarem. Finalmente, o líder carismático faz auto sacrifícios e mostra um comportamento não convencional para demonstrar coragem e convicções sobre a visão.

O que podemos dizer a respeito do efeito do líder carismático sobre seus seguidores? Há um crescente corpo de pesquisa que mostra correlações impressionantes entre liderança carismática e alto desempenho e alta satisfação entre os seguidores. Pessoas que trabalham para líderes carismáticos são motivadas a exercer esforço extra e, como gostam de seu líder, expressam maior satisfação.

Se o carisma é desejável, as pessoas podem aprender a ser líderes carismáticos?

Ou os líderes carismáticos nascem com suas qualidades? Ainda que uma pequena minoria ainda pense que carisma não pode ser aprendido, a maioria dos especialistas acredita que os indivíduos podem ser treinados para demonstrar comportamentos carismáticos e podem, dessa forma, aproveitar os benefícios que advêm de serem rotulados como “líderes carismáticos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *