Trabalho Em Equipe X Espírito De Equipe

É comum encontrarmos nas empresas a nomenclatura Trabalho em Equipe no rol de suas competências, mas é interessante observar que há uma diferença entre o Trabalho em Equipe e o Espírito de Equipe. Muitas vezes para não dizer na maioria dos casos, que a organização precisa é de Espírito de Equipe.A diferença é um detalhe conceitual. Quando falamos em trabalho em equipe na realidade temos um grupo de pessoas que juntas executam uma tarefa simultaneamente, um depende do outro. Como por exemplo, uma equipe de futebol, vôlei ou uma equipe de dança, onde a coreografia a ser executada exige uma integração e dependência de seus membros.

Aos saudosos que se lembrarem das Olimpíadas de Moscou de 1980, podemos citar o episódio do ursinho Micha, o mascote da Olimpíada era animado por centenas de pessoas sentadas em uma arquibancada segurando cartazes e conforme viravam esses cartazes davam movimento a ele. Em cena marcante no dia do encerramento, esses movimentos faziam o ursinho chorar. Isso é trabalho em equipe, pois todos atuam juntos, simultaneamente e o resultado depende de todos, da equipe.

Nas empresas temos, por exemplo, uma Equipe de Vendas. Essa equipe não tem Trabalho em Equipe, mas deve ter Espírito de Equipe. Apesar de ser uma “equipe” de vendas, cada vendedor atua individualmente, buscando seu resultado para compor o resultado organizacional. Eles não precisam de trabalho em equipe, pois não atuam no mesmo cliente simultaneamente, mas precisam fundamentalmente do espírito de equipe, em que um vendedor compartilha informações com os outros, técnicas adotadas, experiências, erros, acertos, incentivam, motivam seus companheiros para que venham atingir os resultados da empresa. Esse é o Espírito de Equipe.

Não quero com isso dizer que a nomenclatura influencia o resultado da Gestão por Competências de uma empresa, em absoluto, mesmo porque o que importa é o “espírito”, sentido ou significado da nomenclatura utilizada. Com esse comentário quero apenas provocar um pensamento que julgo interessante e, quem sabe, abrir uma porta ou ‘dar uma luz’ em algum momento que você esteja passando em sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *