Valorize A Jornada

http://ego.globo.com/Gente/foto/0,,15375808-GDV,00.jpg

Um antigo povoado decidiu construir uma linda escultura de ouro para representar a alegria, a pureza, a riqueza interior de cada morador, e o espírito de amor, amizade e companheirismo que imperava naquele lugar.
Em determinado momento, aquela região passou a ser alvo de saqueadores e, para impedir que a escultura fosse roubada, decidiram pintá-la com tinta preta, escondendo o ouro.
A história foi passando de geração em geração e, uma após outra continuava renovando a pintura com uma nova demão de tinta preta com o objetivo de esconder aquele valioso tesouro. As pessoas já não se importavam tanto com a amizade e a alegria; importante mesmo era proteger aquele tesouro.
Com o passar do tempo, o povoado empobreceu, a história se perdeu, e as pessoas viviam muito ocupadas para perceber que existia uma estátua naquele lugar, até que um morador foi despertado por sua beleza e decidiu cuidar dela. Começou raspando a última camada de tinta, e percebeu que havia outra camada por baixo, e outra, e mais outra… E quando conseguiu retirar todas as camadas de tinta, percebeu que era feita de ouro maciço. Naquele dia houve grande festa, e a maior riqueza interior de cada morador: amor, amizade e companheirismo, voltou a imperar naquele lugar.

(Colaboração de Paulo Alvarenga – PA)

Eu costumo dizer que “A vida nos distrai”. De fato, acredito mesmo é que nós é que nos deixamos distrair pela vida e, sem perceber, nos tornamos seres humanos que não valorizam e tampouco vivem sua própria essência.
Muitos entendem que para conquistar o destino que desejam, precisam proteger-se, esconder suas deficiências, fingir ser quem de fato não são, praticar coisas que não acreditam e, gradativamente vão cobrindo-se com novas “camadas de tinta”, deixando de lado sua essência e tudo aquilo que é mais importante para eles.
A jornada é mais importante que o destino. De nada vale conquistar algo se, ao olharmos para trás, tivermos negligenciado as coisas mais importantes da nossa vida. Sempre encontraremos boas desculpas como: “Preciso melhorar o padrão de vida da família”, “Dar uma educação melhor para os meus filhos”, “Dar a minha família o que eu não tive” ou “O trabalho enobrece o homem”. Essas desculpas podem chegar a convencer os outros, mas nunca chegarão a nos convencer, porque a nossa essência, o nosso “ouro”, continuará clamando para voltar a brilhar.
Faça um pequeno teste: converse com as pessoas amadas, e pergunte a elas quais são as situações das quais eles mais se recordam na vida, quais foram os momentos mais marcantes de suas vidas em que você esteve presente.
Posso estar enganado, mas não creio que eles dirão algo sobre os presentes que você lhes deu: uma joia, uma bicicleta, uma boneca ou mesmo um carro. Tampouco creio que citarão picanha ou cerveja. Creio que lembrarão de momentos em que vocês estiveram juntos dando risadas, chorando talvez; falarão das brincadeiras em casa, e até das broncas que levaram, mas certamente contarão sobre momentos nos quais seres humanos, sentimentos, emoções e sensações foram os protagonistas; elas certamente não falarão de coisas, mas sobre pessoas, amor, amizade e companheirismo.
Portanto, não deixe que o destino lhe roube a beleza da jornada. Se a vida se encarregou de colocar algumas “camadas de tinta” que acabaram por esconder a sua essência, trate de parar, refletir, e deixar que o seu “ouro”, sua essência, volte a brilhar. Marco Fabossi

One Response to Valorize A Jornada

  1. Oi, Rita, tudo bem?
    Hoje lendo o texto, parei e fiquei pensando no tombo que a vida me deu. Sabe Rita, eu estava em uma ótima situação financeira. Tinha o carro do ano, viajava sempre, enfim, estava bem. Mas , tivemos uma funcionária que nos deu um tremendo desfalque e perdemos quase tudo. Só não perdi a casa onde moro. Mas, hoje depois desta tempestade ter passado, penso em como fui forte o bastante para me erguer novamente. Ainda não consegui comprar um carro, mas tenho a minha fé inabalável e tenho a minha essência, que vale muito mais que ouro: a minha coragem, a minha força que vem do Ser mais poderoso. Aquele que quando caímos, nos estende a mão e diz: vem Meu filho, estou aqui.
    Mas não quero falar de tristezas, porque hoje é 6ª feira, Dia Nacional da Cerveja.
    Bom final de semana, querida. Beijos.
    Maria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *