Veja O Que As Equipes Fazem Pela Empresa

As organizações passam por um constante processo de mudanças e essas transformações, por sua vez, causam impactos diretos nas empresas e nas pessoas que nelas atuam. Dentro dessa realidade, as corporações perceberam que é preciso inovar sempre, para que seus colaboradores sintam-se motivados e atendam às necessidades do negócio. Um exemplo prático aconteceu com a Unimed Porto Alegre, que em agosto de 2007 criou o Programa “Juntos Somos Mais” – iniciativa que tem como principal objetivo estimular uma maior integração e motivação dos colaboradores em busca de resultados positivos para a cooperativa.

 

Naquela oportunidade, o programa surgiu em um momento em que a Unimed Porto Alegre fechava o primeiro semestre com resultados negativos e para reverter essa situação a equipe de Recursos Humanos mobilizou participantes de diferentes áreas da empresa. Foram diagnosticadas as dificuldades existentes e formulado um programa que envolvesse todos os colaboradores, o que criou coesão entre as equipes por meio de metas individuais e coletivas.

 

Atualmente, a Unimed Porto Alegre disponibiliza uma série de serviços próprios para seus clientes: Centros de Diagnóstico e Tratamento, Pronto-Atendimento 24 Horas, unidades de atendimento Odonto Unimed e unidades do laboratório instaladas em pontos estratégicos. A instituição reúne mais de 5.800 médicos especialistas cooperados, mais de 420 mil pessoas em sua carteira de clientes e a alta qualificação de mais de 340 pontos de atendimento entre serviços credenciado: hospitais, clínicas e laboratórios e a estrutura de serviços próprios.

 

De acordo com Ério Nascimento, superintendente executivo da Unimed Porto Alegre, a proposta inicial se ampliou, alcançando a busca de melhores resultados para a cooperativa, mas também para a conquista de objetivos individuais dos funcionários. “A integração destes objetivos foi fundamental para mobilizar os nossos colegas, uma vez que não apenas as metas e as ações da empresa foram valorizadas, mas também a possibilidade de realizações pessoais”, complementa.

 

Vale ressaltar que a estrutura para a elaboração do “Juntos Somos Mais” foi realizado um diagnóstico da situação da organização através de um grupo de colaboradores de várias áreas e níveis da empresa, com base no clima organizacional e resultados econômicos do primeiro semestre de 2007. Na prática, o programa foi lançado em uma convenção realizada na cidade de Caxias do Sul/RS, com a participação de aproximadamente 630 profissionais, contemplando diretores, gerentes e demais colaboradores – algo que nunca havia acontecido na história da Unimed Porto Alegre.

 

Atividades “Juntos Somos Mais”

-Eventos mensais

-Atividades grupais e desafios coletivos

-Metas institucionais e individuais com premiações mensais e premiação no final do ano.

-Padrinhos por área, que estimulava as equipes e atingir suas metas.

-Intranet como meio de comunicação privilegiado, onde os colaboradores acompanhavam, detalhadamente, tudo que acontecia: como estavam as metas da empresa, das equipes e as individuais, bem como as programações.

-Reuniões mensais com o grupo de gestores para avaliação do desempenho da empresa em relação às metas propostas e consequentemente multiplicação destas informações aos demais colaboradores, fortaleceram o direcionamento das equipes.

 

Para dar continuidade ao trabalho, foram promovidos eventos mensais, atividades grupais e lançados desafios coletivos. Metas institucionais e individuais, centradas no resultado econômico, no bem-estar e no crescimento pessoal foram os alvos principais do programa. O superintendente executivo da Unimed Porto Alegre salienta que uma alavanca importante para o sucesso da iniciativa foi a criação de um sistema de apadrinhamento às áreas e aos seus respectivos planos de ação, quando 22 colaboradores foram designados para ajudar setores diferentes dos seus, criando um clima de apoio e compartilhamento dos problemas, soluções e resultados.

 

A partir desse momento, a organização adotou-se a Intranet como meio de comunicação privilegiado, onde os colaboradores podiam acompanhar detalhadamente tudo o que acontecia: as metas da empresa, das equipes e as individuais; o que havia acontecido, o que estava programado, entre outros fatores relevantes. Reuniões mensais com o grupo de gestores para avaliação do desempenho da empresa, em relação às metas propostas, e a conseqüente multiplicação destas informações aos demais colaboradores, também fortaleceram o direcionamento das equipes.

 

Os benefícios – Depois que o Programa “Juntos Somos Mais”, houve um salto da operação em vermelho no primeiro semestre para um resultado positivo que atingiu a marca de mais de 13 milhões de reais. O Unimetas – plano de participação nos resultados -, por exemplo, atingiu 1,95 do salário base dos colaboradores, muito próximo do patamar máximo de dois salários. Como conseqüência, pela primeira vez a Unimed Porto Alegre distribuiu resultados aos seus colaboradores. A atitude de toda a equipe se alterou. As metas – e não só as financeiras – passaram a ser vistas como uma construção simultaneamente coletiva e individual.

 

É indispensável ressaltar que o programa foi desenvolvido pelas áreas de Recursos Humanos e Marketing, além de contar com apoio externo da agência de endomarketing. Para a concepção dessa iniciativa houve também a participação de representantes dos colaboradores que buscaram junto ao público interno idéias e sugestões. Quando questionado se o “Juntos Somos Mais” provocou algum impacto no comportamento dos colaboradores, Ério Nascimento responde afirmativamente. “A iniciativa gerou mais integração, melhorias no clima interno, trabalho em equipe e uma comunicação mais intensa, além dos resultados positivos da cooperativa”, reforça.

 

As dificuldades – Como em qualquer situação organizacional que envolva mudanças internas, a Unimed Porto Alegre sentiu dificuldades para implantar o “Juntos Somos Mais”. A principal foi a mobilização inicial e a coordenação de um programa que abriu várias frentes na empresa. Como a Unimed Porto Alegre conta com 35 unidades distribuídas na Região Metropolitana de Porto Alegre e Litoral Norte, isso tornou mais complexa a gestão do programa.

 

Para avaliar os resultados do programa, o superintendente executivo diz que de forma estruturada, a empresa conseguiu avaliar os resultados econômicos. Um fato interessante é que a organização não planejou a realização de uma pesquisa de clima para aferir a melhoria no relacionamento, integração e gestão dos nossos colaboradores. Por outro lado, para a edição de 2008, a Unimed Porto Alegre pretende realizar uma pesquisa no primeiro semestre de 2009, comparando os resultados com a última pesquisa realizada ao final de 2006.

 

Receptividade dos colaboradores – Segundo Ério Nascimento a receptividade dos profissionais em relação ao “Junto Somos Mais” tem sido muito positiva, uma vez que a atitude de toda a equipe alterou-se. Ele compara que as metas alcançadas passaram a ser ‘tijolinhos’, voltados para construir melhores resultados coletivos e individuais, redobrando a motivação de cada colaborador. A partir dessa percepção, a empresa resolveu dar continuidade ao programa e neste ano de 2008 foi batizado de “Construir: juntos, fazemos mais”. Ele cita ainda que a empresa percebeu ainda um maior interesse de cada colaborador e também ótimas contribuições destes agentes na sugestão de temas para palestras, metas dos seus respectivos setores e melhorias nos seus ambientes de trabalho.

 

 

Por fim, Ério Nascimento confessa que inicialmente temeu pelo possível insucesso do programa em razão da complexidade da gestão que a iniciativa demandaria, já que em curto espaço de tempo seria mobilizado um grupo muito grande e a mudança seria atingiria áreas geográficas diferentes. “Quando convidamos colaboradores de várias áreas e níveis hierárquicos diferentes e expomos a idéia inicial, comecei a reverter o meu sentimento inicial. A partir de uma idéia e a definição de prazo e recursos, o grupo assumiu a missão e começou a definir ‘o como’, com uma propriedade superior à nossa posição de executivo, demonstrando pleno domínio sobre os sentimentos, potencialidade e motivações dos nossos colegas. Posso afirmar que ficou uma lição: quando um grupo de colaboradores está comprometido com a empresa, nós gestores temos que facilitar a atuação dos nossos colegas, procurando não atrapalhar demais”, comemora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *