Você Aprende Com Seus Erros?

1

Em uma empresa, ou mesmo fora dela, comunicar-se bem não se resume a falar alto e claro, mas também dar feedbacks constantes, ser objetivo e ouvir o que os outros têm a dizer

A pergunta do título pode já resumir muito do que quero dizer neste artigo, mas há outros fatores a serem considerados que envolvem nossos erros e acertos. Primeiramente, seria bom aceitar o fato de que ninguém sabe tudo e que todos são suscetíveis a falhas e enganos.

A relação entre tentativa e sucesso ou fracasso é dupla. Há os que arriscam e tentam inovar. Muitos erram na primeira, na segunda, até chegarem ao acerto. Por outro lado, há os que têm medo de errar e, por isso, acabam deixando de lado a busca pela inovação – o que não deixa de ser um erro também. É importante entender que, para criar, indubitavelmente temos que assumir riscos.

Cada ação que decidimos tomar deve ser planejada e calculada, seja etapa a etapa ou processo a processo. Desta forma, é possível prever a maioria ou todos os nossos movimentos e possíveis desdobramentos que essas ações produzirão.

Muitos se perguntam por que geralmente são pessoas mais experientes que ocupam cargos de relevância estratégica e confiança nas empresas. A explicação é relativamente simples: esses já erraram o bastante para saber qual o melhor caminho a ser tomado.

Há alguns fatores que nos ajudam a diminuir erros que porventura cometemos. Para isso, devemos voltar a um processo básico que envolve tudo que conhecemos e fazemos: a comunicação.

Em uma empresa, ou mesmo fora dela, comunicar-se bem não se resume a falar alto e claro, mas também dar feedbacks constantes, ser objetivo e ouvir o que os outros têm a dizer. Outro detalhe importante é a linguagem corporal, pois é ela que garante que o corpo não vá dizer algo diferente do que nossa boca. Saber ouvir o que os outros têm a dizer e respeitar todas as opiniões nos dá humildade e também agrega conhecimento. Um grandioso pecado é não considerar o fato de outras pessoas, mesmo subordinados de hierarquias mais baixas, também terem ótimas ideias, além de que apostar somente na própria capacidade revela certa ignorância.

Se você errou e ainda dá tempo, tente corrigir. Mas, sobretudo, mostre que tem personalidade e atitude: aproveite a chance e mostre que está disposto a corrigir suas falhas e, principalmente, que aprendeu e não irá cometê-las nunca mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *